Pular para o conteúdo

Luxemburgo: “sei que este é o jogo da vida deles”

Muitos apostam no embate “Sansão e Golias”, logo mais, a partir das 20h45, no estádio Arena da Floresta, quando o representante local, AC Juventus, estará enfrentando um dos maiores clubes brasileiros, o Atlético Mineiro. As duas equipes fazem suas estréias pela Copa do Brasil, sem que nenhum dos dois técnicos revelem qual será realmente a escalação ou a formação tática.
Jogo-hoje
Quando se aponta a disputa entre o “gigante e o pequeno”, o melhor comparativo fica exatamente na folha salarial. Enquanto toda a folha salarial do departamento de futebol do time acreano não ultrapassa R$ 40 mil, seu adversário, o Galo, tem a folha salarial mensal, isso apenas dos jogadores, sem mencionar o “astronômico” salário do técnico Wanderley Luxemburgo e sua comissão, gira em torno de R$ 1,2 mi e R$ 1,5 mi.

Isso, associado ao fato de contar com o artilheiro do último brasileiro, Diego Tardelli, dois campeões mundiais, Ricardinho e Júnior, além de um plantel de primeira grandeza, colocam o Atlético como principal favorito a, até mesmo, eliminar logo no primeiro jogo. Claro que isso só ocorre na vitória da equipe mineira por uma diferença igual ou superior a dois gols.

Mas não é isso que prega Luxemburgo. “Não viemos para eliminar. Viemos para jogar e qualquer tipo de vantagem é bom”, afirmou o técnico que, durante uma de suas passagens pelo Palmeiras, foi eliminado pelo singelo time do Asa de Arapiraca, também pela Copa do Brasil. “O próprio Real Madrid já foi eliminado de uma competição por uma equipe da 3ª ou 4ª divisão. Eu próprio já tive essa experiência, por isso temos que respeitar o adversário”.

Durante a entrevista, o técnico demonstrou que juntamente com sua comissão técnica fez a lição de casa, sabendo cada passo do Juventus nos últimos meses. “Sabemos do jogo na Bolívia, troca de jogadores e comissão, mudou do 3-6-1 para o 3-5-2. Isso estamos fazendo desde que soubemos quem seria o nosso adversário”, afirmou. Sem revelar qual a escalação, o mais provável é que seja esta: Carini; Coelho, Werley, Jairo Campos e Leandro; Jonílson, Correa e Ricardinho; Muriqui, Diego Tardelli e Obina.

Um dos principais cuidados que sua equipe deveria ter seria justamente a motivação que este tipo de jogo oferece aos jogadores locais. “Primeiro lembrar que a Copa do Brasil é importante para que os grandes clubes possam ir a locais que normalmente não iriam, pela falta de uma competição deste porte. Percebe-se isso pela motivação na cidade para este jogo”, disse. “Esse clima, poder jogar e ser assistido em outros centros, motiva os jogadores. Eles, com certeza, vão quer fazer o melhor jogo da vida deles, mostrar a cara à nível nacional, afinal vai estar passando na televisão”, concluiu, se referindo ao fato de que a Rede Globo/Minas fará a transmissão para Minas Gerais, no canal aberto.

Obina – Um dos mais assediados nos dois dias em terras acreanas, o ex-atacante do Flamengo/RJ e agora defendendo as cores do Galo Mineiro, Obina, é só simpatia, mas afirma que tudo muda dentro de campo. “O torcedor gosta da minha simplicidade, mas agora é se concentrar nos treinos e render o máximo em campo”, enfatizou. E lembrado de que tem apenas um gol, sobre a cobrança do torcedor acreano, brincou: “Se até a finalização no recreativo estão cobrando, imagine dentro?”.

Expectativa na Seleção – Um dos atacantes cotados para fazer parte do elenco para a Copa do Mundo, Diego Tardelli, afirmou viver a expectativa de ser convocado novamente por Dunga. “Claro que vivemos essa ansiedade, mas é continuar trabalhando forte para tentar chegar na Copa. Agora minha prioridade é essa Copa, a do Brasil”, ressaltou. Diego lembrou que o Atlético saiu ainda nas oitavas de 2009, porém com o grupo forte, esperam chegar até a Libertadores.

Juventus entre o 3-6-1 ou o 3-5-2

DSC_0125O técnico Illimane Soares chegou a ameaçar fazer um treino técnico, porém optou por fazer um recreativo com os jogadores. O objetivo, talvez tenha sido esconder o máximo de tempo a formação que irá enfrentar o Atlético/MG. Se no 3-6-1, valorizando o Marcelo Cabeção, ou com a entrada de um parceiro, Jamil, jogando no 3-5-2.

Se na frente existe esta dúvida, na defesa não existe nenhuma com três zagueiros – Silvão, Josimar e Jeferson. “Não vamos jogar de igual para igual contra um Atlético Mineiro que seria um suicídio, por isso mesmo vamos extremamente cautelosos”, respondeu Illimane. “Se no 3-6-1 ou no 3-5-2 depende de como eles também irão jogar, se no 4-3-3, como vem atuando no mineiro, ou no 4-4-2”. A escalação mais provável é a seguinte: Felipe; Silvão, Josimar, Jeferson; Jonas, João Paulo, Castanheira, Antonio Marcos, Thiago e Rosier (Jamil); Marcelo Cabeção.

Durante o período de preparação, o representante acreano enfrentou várias dificuldades, desde fratura de atacante, dispensa de jogadores, troca da comissão técnica, chuvas constantes – impedindo alguns treinamentos, inclusive o de apronto no estádio Arena da Floresta – , o técnico juventino ressaltou que o pior adversário foi a dengue, que deixou no Departamento Médico vários jogadores.

Ingressos – O gerente de futebol do Juventus, César Felício, afirmou que mais de 50% dos ingressos para o jogo pela Copa do Brasil foram vendidos. “Alguns locais de venda já esgotaram e a liberação do pagamento do Governo (salário) ajudou a aumentar as vendas hoje à tarde (terça-feira)”, explicou o dirigente.

Processo – Existe um processo contra o AC Juventus para que quase R$ 100 mil sejam retidos da renda do jogo da Copa do Brasil. “Já entramos com uma medida cautelar para suspender e afirmo, se estão cobrando o Juventus, nós também estamos cobrando dele”, afirmou Davi Abugoche, vice-presidente do clube. “Pelas nossas contas, temos dinheiro a receber”, garantiu o dirigente.

Próximo compromisso – O Atlético joga na quarta-feira, às 20h50, contra o Juventus, dormindo em solo acreano e retornando para Belo Horizonte apenas na quinta-feira, por volta das 23h. O próximo compromisso será no domingo, às 16h, contra o Umberlândia, pelo Estadual Mineiro. Já o Juventus estréia apenas no dia 14 de março, pelo Estadual Acreano.nado, no Palmeiras, pelo Asa de Arapiraca. Temos que ter muito cuidado.