Pular para o conteúdo

Reunião no Juventus mantém comissão técnica no Estadual

A diretoria e a comissão técnica do AC Juventus esteve reunida na sede do clube, na tarde de ontem, para definir o planejamento para o restante da temporada. Ficou acertado que a comissão técnica será mantida e que parte dos jogadores, pelo menos os “importados”, terão que readequar seus salários para permanecerem o restante do ano.
Juventus-27
Na manhã deste sábado, a diretoria ainda estará conversando com alguns jogadores até mesmo para fazer um acerto. O zagueiro Silvão pediu a rescisão do contrato e deverá embarcar nos próximos dias. “Nilton (Goiano) deve acertar também a rescisão nos próximos dias para retornar para casa”, explicou César Felício, gerente de futebol.

Vagner, um dos mais lúcidos dos importados, deve permanecer no Juventus para a disputa do Estadual. “Vamos conversar com todos. O certo é que os locais devem permanecer todos e vamos em busca de mais dois ou três reforços, até mesmo barganhar com jogadores locais”, alertou o dirigente.

O Juventus conta com os seguintes importados: Felipe, Jonas, Silvão, Vagner, Nilton Goiano, Jamil e Mário Augusto. “Daqui para frente diretoria e comissão técnica irão trabalhar em conjunto nas contratações para não haver erros”, deixou claro César.

Justiça – Além do dinheiro até o momento retido pela Justiça, o Juventus ainda terá que completar o valor pré-estabelecido no processo, que é de R$ 99 mil. “Até o momento obedecemos sempre a Justiça, não impedimos seu trabalho, mas estamos buscando os nossos direitos e não creio que nenhum Tribunal nos condenar, pois acredito que o Juventus não deve nada a ninguém”, afirmou o presidente do clube, Deusdete Nogueira.

Nas duas redenções da Justiça, no Carnaval e no Estádio Arena da Floresta, foram apreendidos em torno de R$ 52 mil. “Quando a Justiça manda, nós temos três alternativas: obedecemos, contestamos ou vamos preso, por isso mesmo o Juventus vai em busca de seus direitos dentro da lei”, garantiu.