Pular para o conteúdo

Acre sedia encontro nacional sobre Internet e Política

O quarto debate público promovido pela Secretaria Geral da Presidência da República em parceria com instituições de ensino e governos estaduais tem como proposta a discussão de temas ligados às novas tecnologias no espaço público, as possibilidades da inclusão digital para promoção da cidadania e também em relação à importância da participação social através da Internet.

encontro_digital

E foi neste contexto que o Acre foi escolhido para sediar este encontro, que de acordo com o representante da Presidência da República, Cleber Gesteiro, se propõe a divulgar o Programa de Formação de Conselheiros Nacionais, e o trabalho dos Estados em relação aos temas propostos para o debate.

Convidados a participar dos ciclos de debates, Daniel Zen, presidente da Fundação Elias Mansour, e José Alcimar da Silva Costa, secretário adjunto de Tecnologia de Gestão, falaram da importância do encontro para garantir o acesso às informações. O Programa Floresta Digital foi apresentado durante o ciclo. “A iniciativa do governo do Acre em promover a inclusão digital por meio da disponibilização de rede de banda larga foi um dos motivos para que este encontro acontecesse no Estado”, salientou Cleber Gesteiro.

Para o secretário adjunto de Tecnologia de Gestão o Floresta Digital lançado recentemente pelo governador Binho Marques tem como meta integrar os órgãos públicos e garantir a democratização do acesso à Internet. “A inclusão digital como política pública amplia as fontes de informações dos cidadãos”.

O debate realizado em Rio Branco na quarta-feira faz parte do Programa de Formação de Conselhos Nacionais que é realizado em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais e a Escola Nacional de Administração Pública (Enap). O objetivo é contribuir para a formação qualificada de conselheiros nacionais de políticas públicas, gestores do governo federal e representantes de organizações da sociedade civil e criar um espaço de reflexão e troca de experiências relacionadas à participação social e à democratização da gestão do Estado.

De acordo com Eduardo Moreira, da equipe de coordenação do Programa, além do curso de pós-graduação, a realização dos debates, o Programa prevê ainda a publicação de livros baseados nos conteúdos resultantes dos encontros e das aulas.

Manoel Bezerra Neto é presidente do Conselho Estadual de Assistência Social, e destaca a importância de debates para a qualificação das pessoas responsáveis por auxiliar os poder público na elaboração e acompanhamento das políticas públicas. “Nossa proposta para este ano é colocar um canal de contato para a sociedade como se fosse um 0800 para telefonia, para que as pessoas sejam ouvidas. Assim as demandas que são apresentadas durante reuniões descentralizadas poderiam chegar ao Conselho através da Internet”.

Os palestrantes são Dominique Cardon, da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais de Paris; Wilken Sanches, do Coletivo Digital; Marcus Abílio, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Vânia Lúcia Ribeiro Vieira, da Controladoria Geral da União (CGU). (Agência de Notícias do Acre)