Pular para o conteúdo

Perpétua cobra saída para “má gestão” nos Correios do Acre

perptua_

A deputada federal Perpétua Almeida cobrará da direção nacional dos Correios, durante audiência prevista para a tarde desta terça-feira, em Brasília, uma solução definitiva para problemas de gestão que vêm causando prejuízos de toda ordem à população do Acre. O encontro será com o diretor de Operações, Marco Antônio Marques.

”Quem depende dos Correios está sofrendo, sejam cidadãos comuns, empresários, comerciantes. A qualidade do serviço despencou e esses aborrecimentos são gerados por falta de gestão”, afirmou a deputada, que há poucos meses, após fazer denúncias no plenário do Congresso Nacional, conseguiu reverter a demissão de servidores motivadas “por pura perseguição”.

Perpétua vai exigir respostas e providências imediatas para questões como as irregularidades identificadas em obras essenciais no Acre e o atraso de até uma semana na entrega de encomendas que deveriam chegar em 48 horas.

A série de problemas motivou o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos a pedir, na Justiça, o afastamento da atual diretoria do órgão no Acre. O Ministério Público Federal deu prazo de 5 dias – que acaba esta semana – para o restabelecimento do serviço.

Sedex e outros

 

A presidente da entidade, Susy Cristiny da Costa, informa que, mesmo após o desembarque, as correspondências levam dias para serem distribuídas, pela falta de funcionários. O concurso público no estado devia ter sido realizado em 2008.

Insalubre


Recentemente, o prédio do CEE bosque foi praticamente embargado pela Vigilância sanitária devido a condições estruturais precárias como goteiras  infiltrações no  piso, e esgoto invadindo os banheiros e sala de lazer. Assim, os trabalhadores foram transferidos para um local totalmente inadequado – 2º piso do prédio localizado no 2° distrito, com rampas inapropriadas para carregar peso e poucos banheiros.

Irregularidades


A deputada pedirá providência imediata quanto às irregularidades constatadas nas obras da Agência central de Rio Branco. Hoje, a obra está abandonada e a construtora responsável decretou falência.  O sindicato da categoria confirma que outras duas grandes obras geridas pela direção regional dos Correios estão embargadas e sem expectativas de conclusão. Enquanto isso, os clientes estão sendo atendidos em locais sem adequação necessária, trazendo também problemas aos funcionários que trabalham sem condições necessárias para um bom atendimento.

Omissão

“O que mais nos constrange é que logo no início dos problemas com o transporte da carga postal, nada foi feito para que estas informações chegassem amplamente em todos os meios de comunicação, e assim alertasse os clientes sobre os atrasos e a empresa não ter reduzido os preços dos serviços”, concluiu a sindicalista.

Desde novembro do ano passado, informa o sindicato, o transporte da carga postal foi alterado, passando a ser terrestre em razão de empresa responsável pelo transporte aéreo ter sido considerada inidônea.  As encomendas que deveriam chegar no Acre em 48 horas sofrem atrasos de até 8 dias para entrar no fluxo postam acreano.