Semy Ferraz e Celso Mateus serão convocados pela Câmara de Vereadores

ZZZZZZZZZZZZZZZSAERB
Vereador Vieira apresentou requerimento que convoca Semy Ferraz e Celso Matheus

Os presidentes do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb), Semy Ferraz, e da Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), Celso Mateus, serão convidados a comparecer à Câmara de Rio Branco para prestar esclarecimentos a respeito dos “apagões” e das cobranças abusivas em relação ao fornecimento de água e energia elétrica na Capital.

Requerimento nesse sentido foi apresentado à Mesa Diretora da Casa, ontem, pelo vereador Sargento Vieira (PPS). Na semana passada, o parlamentar já havia exibido na tribuna cópias de contas abusivas repassadas a ele por consumidores. Em alguns casos o reajuste é superior a 400%.

Numa seqüência de faturas de água repassadas ao vereador, a conta de um determinado consumidor saltou de R$ 14,00 para R$ 233,60 e no mês seguinte chegou a R$ 466,04. “Não podemos ficar calados diante de tantos abusos. A população de Rio Branco merece esclarecimentos por parte desses senhores e não há espaço mais indicado para esse debate do que a Câmara de Vereadores”, observa Sargento Vieira.

Em virtude do Carnaval – que deve paralisar os serviços na Câmara de Rio Branco por toda semana que vem – a sugestão do vereador é que a audiência com os presidentes ocorra dia 25 deste mês. Existe ainda a possibilidade de eles serem ouvidos separadamente, haja vista que em contato antecipado o parlamentar já constatou que Celso Mateus está em viagem de trabalho sem previsão de retorno.

O requerimento ainda nem foi votado e já conta com a adesão da maioria dos vereadores. Astério Moreira e Raimundo Vaz, ambos do PRP, foram os primeiros a manifestar apoio. Vaz, frisou inclusive que os abusos não se limitam a zona urbana da Capital. Segundo ele, muitos casos de cobrança indevida são registrados na zona rural, que também é maltratada pelas constantes quedas de energia.

Astério Moreira falou como consumidor. Afirma que teve o fornecimento de energia cortado, apesar da inexistência de débito, e teve que recorrer à Justiça para ser ressarcido dos danos.

O líder do PT na Casa, Gabriel Forneck, também entrou na discussão. Ele questionou principalmente a cobrança de taxas abusivas por parte da Eletroacre, citando como exemplo a cobrança de R$ 14,00 para a religação de energia em 24h. Como a empresa tem até 48h para realizar o serviço, o consumidor se vê obrigado a fazer o pagamento.

A previsão é que o requerimento seja votado na sessão da próxima quinta-feira. Uma vez aprovado, a Mesa Diretora encaminhará ofícios aos presidentes do Saerb e da Eletroacre formalizando o convite. Semy Ferraz e Celso Mateus não são obrigados a comparecer.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation