Dia Mundial das Águas é marcado por ato de conscientização

O Dia Mundial da Água foi marcado ontem, no Terminal Urbano de Rio Branco, das 8h às 11h, com um ato de mobilização contra o maior inimigo dos recursos líquidos: o desperdício. Reunidos pelo Sindicato dos Urbanitários (Stiu/AC), os trabalhadores em Saneamento das 3 empresas responsáveis pelo serviço no Estado (Saerb, Deas e Sanacre) e os estudantes do 4º e 5º ano do Colégio de Aplicação sensibilizaram os presentes com os seus relatos estatísticos, materiais educativos e depoimentos emocionados sobre a importância deste elemento tão essencial à vida.aguacapa
E não era para menos. Afinal, o Acre produz cerca de 1.100 litros de água tratada por segundo (bem acima da média do Norte e Nordeste, que varia de 700 a 850 l/seg) e consegue desperdiçar cerca de 60% desta produção, uma das maiores taxas do Brasil.

Preocupante! Porém, isso não é tudo. A situação é mais grave ainda se levado em conta que ainda falta água na casa de alguns acreanos. Imagina se o Estado produzisse mais para suprir a demanda. O quanto mais de água é que não seria gasto à toa?   
É diante de tal situação que o presidente do Stiu/AC, Marcelo Jucá, assegura que o ato em prol da água não pode faltar no calendário dos trabalhadores. Tarefa esta que já é, mais do que um compromisso, um dever para o sindicato cumprir. Segundo ele, o objetivo da ação é mostrar à sociedade não só a importância de preservar os recursos hídricos da região, como também apontar todas as formas pelas quais é possível se fazer isso, desde o tratamento da água até o seu destino final na rede de esgoto. E tudo com a transparência da água que deveria cair nas torneiras de todos os lares acreanos.

“No Acre, temos uma vasta riqueza líquida. Porém, muitos aqui acham que se trata de um recurso inesgotável e não dão o devido valor em preservá-lo. Por isso, é preciso chamar a atenção das pessoas para o fato de que estamos desperdiçando muita água e poluindo poten-ciais aqüíferos invejados pelo mundo inteiro. Além disso, a nossa meta é denunciar que a gestão pública deixa a desejar nos serviços de distribuição, tratamento de esgoto e infra-estrutura não só para fornecer um saneamento que se possa chamar de básico, mas também para conter este gasto excessivo de água”, criticou Jucá.

Alunos do cap estão abraçados com a causa
Como garantia da preocupação dos mais jovens, os alunos do 4º e 5º ano do Colégio de Aplicação (CAP) compareceram no ato dos servidores e fizeram os seus apelos para que os acreanos não gastem mais a sua fonte de vida no futuro. Conforme Eva Gomes, professora, a escola tem um projeto geral chamado de ‘Água CAP’ que promove outras atividades de conscientização para a problemática da água. “É importante trazermos as crianças para lhes mostrar que outros também têm essa preocupação”, comentou.

Outra professora do CAP, Tavifa Smoly, ressaltou o aprendizado desta lição aos estudantes e o depósito de esperança que está sendo feito nelas para disseminar o que aprenderam adiante. “Elas vão levar essa conscientização para casa, para os bairros, para as ruas, para as escolas, para os amiguinhos, etc”, assegurou a docente. 

Saerb entrega kits de combate ao desperdício
A prefeitura de Rio Branco, através do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco  realizou por todo o dia de ontem, 22, na escola estadual Lindaura Leitão, no bairro Eldorado, uma programação em referência ao Dia da Água, dando enfoque para o combate ao desperdício.

A abertura da programação foi feita pelo prefeito em exercício, Eduardo Farias e pelo presidente do Saerb, Semy Ferraz. A solenidade foi prestigiada pelo presidente do Deas, Petrônio Antunes, pelos vereadores Jessé Santiago, Ricardo Araújo e Astério Moreira, representante do Procon, além de vários líderes comunitários da regional.

O “Movimento Água é Vida” é um dia inteiro de ação para as comunidades dos bairros Vitória, Eldorado e Chico Mendes, cujas famílias contarão com a entrega e instalação de kits contra o desperdício de água, como torneiras, bóias e caixas d’água.
A campanha faz parte de convênio firmado entre o Saerb e Caixa Econômica Federal no valor de R$ 366 mil. Mais de três mil famílias estão sendo beneficiadas pelo programa, que está na segunda fase, inicialmente em nove bairros da Capital.

O prefeito em exercício, Eduardo Farias, destacou a importância da água para a melhoria da qualidade de vida da comunidade, principalmente na área de saúde.

“Nós estamos realizando, através do PAC, numa parceria com o Governo do Estado e o Governo Federal, um amplo trabalho de drenagem e esgotamento sanitário da cidade que nos permitirá, em pouco tempo, termos 70% do esgoto tratado da cidade. É um grande avanço que se soma ao trabalho do Saerb no combate ao desperdício”, disse Eduardo Farias.
Semy Ferraz lembra que o desperdício de água é um dos maiores problemas do sistema de abastecimento da Capital. Com a implantação de um método contra perda e de campanhas de conscientização, o Saerb conseguiu reduzir nos últimos dois anos as perdas de água de 78% para 64%, registrado no último mês de fevereiro. Contudo, ainda  se perde cerca de 1400 litros por cada ligação de água na Capital.

“O nosso objetivo com essa mobilização é fazer uma reflexão sobre o uso da água e a importância do combate ao desperdício”, disse Semy Ferraz.

As famílias beneficiadas pelo programa de distribuição dos kits de combate ao desperdício foram identificadas a partir de uma pesquisa sócio-econômica realizada em 2009 pelo Saerb em parceria com a Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social e das Associações de bairro de Rio Branco.

A pesquisa identificou os beneficiários a partir dos seguintes critérios: morar numa região abastecida regularmente com água e não possuir caixa d’água em casa.

Na atividade realizada na escola Lindaura Leitão, além de tirar dúvidas da comunidade sobre abastecimento e custos da conta de água, o Saerb, com a participação do Procon-AC,  apresentou a peça teatral “Não consuma o Consumidor” que trata dos direitos do cidadão e também das responsabilidades e deveres sobre a sua postura na sociedade e com o meio ambiente. (Ascom PMRB)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation