Mâncio Lima: point do peixe no Vale do Juruá

A piscicultura avança a passos ligeiros no Vale do Juruá, especialmente no município de Mâncio Lima. Nos últimos anos o Governo do Estado investiu maciçamente no setor, com capacitação e assistência técnica dos produtores, oferta e transporte de alevinos, abertura de açudes, fazendo sua parte ao lado de parceiros importantes como o Sebrae. Agora, o município, que já se tornou referência na produção de peixe de qualidade, também quer ser conhecido pela culinária de pratos à base de peixe.
Point-do-peixe
Para agregar valor à produção de peixes no município de Mâncio Lima, o Sebrae resolveu ensinar a preparar novos pratos com peixe. Para isto contratou a especialista em gastronomia regional, Fernanda Costa, que pertence aos quadros do Senac em Rio Branco para ministrar um curso de gastronomia à base de peixe. Fernanda é também especialista em gastronomia internacional e recentemente concluiu um curso de quatro meses no Hotel do Senac em Águas de Lindóia-SP.

O curso durou quatro dias com 40 horas/aula e foi freqüentado por cooperados da Cooperativa de Produtores de Peixe de Mâncio Lima (Cooperpeixe) e outros convidados que atuam no ramo de restaurante, lanchonetes, pensões, num total de 25 participantes. Segundo Fernanda, durante o curso foram preparados 35 tipos de pratos todos à base de peixe, utilizando, de preferência, temperos regio-nais. No almoço de encerramento do curso, foram consumidos os pratos preparados no dia: Arroz de jambu com tucupi e peixe; arroz de cenoura e peixe, peixe-delícia (com creme especial), medalhão de peixe com banana, moqueca de peixe, bobó de camarão e peixe, maionese de peixe com macaxeira e, para acompanhar, farofa de banana e baião de dois.

O diretor-administrativo e financeiro do Sebrae, Kleber Campos Júnior; a gerente do Sebrae em Cruzeiro do Sul, Laís Mappes; e a gestora do programa de incentivo à horticultura no Juruá, Lívia Cordeiro, prestigiaram o encerramento do curso. Segundo Kleber, o Sebrae identifica as características da produção local e procura facilitar os meios para que seja agregada mais renda a ela em forma de serviços.

A senhora Rute Lima Cordeiro fez o curso e gostou por ter aprendido muitas variedades de pratos à base de peixe. “Foi muito bom. A gente aqui só conhecia peixe frito, assado ou cozido. Agora podemos variar”, comemora. (Agência Acre)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation