Cônsul japonês visita Aleac e diz que seu país quer transferir tecnologia para o Acre

O cônsul japonês, Jiro Shibasaki, foi recebido ontem na Assembléia Legislativa (Aleac) pelo presidente da Casa, deputado Edvaldo Magalhães.
Com ajuda de uma intérprete, o cônsul lembrou que o Acre foi o primeiro Estado da Amazônia procurado por imigrantes japoneses nos anos de grande valorização da borracha e que o seu governo continua interessado em ajudar o Estado. Jiro afirmou que seu país tem interesse em repassar tecnologias que visem aprofundar os cuidados com a floresta da região.
Edvaldo-e-consul
O presidente Edvaldo Magalhães, por sua vez, contou as experiências locais na preservação da floresta e disse que o Acre está inaugurando na Amazônia o modelo de ‘florestas públicas’, que vai possibilitar a exploração sustentada da madeira em três áreas da BR-364, nos municípios de Feijó, Tarauacá e Cruzeiro. E prometeu também levar o conteúdo do encontro com a autoridade japonesa ao conhecimento do governador.

-Vou conversar com o governador Binho Marques sobre a intenção do seu país, que nos interessa muito – disse o deputado Edvaldo.

No final do encontro, que durou 40 minutos, as duas autoridades trocaram presentes. O cônsul entregou ao parlamentar uma manta especial em tecido japonês e recebeu do presidente da Aleac uma peça da clássica marchetaria do Acre. (Agência Aleac)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation