Com palestra de Francisco José, Ministério Público Estadual lança prêmio de Jornalismo no Estado

O Ministério Público é uma instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais dos cidadãos. E com o objetivo de visualizar para a população ainda mais o importante trabalho dessa instituição, o Ministério Público do Acre lançou na noite de quarta-feira, 28, no Teatrão, o seu Primeiro Prêmio de Jornalismo, com o tema Transformando Cidadania em Notícia.

O procurador-geral de Justiça do Acre, Sammy Barbosa, declarou o prêmio aberto e agradeceu a todos os presentes, além dos apoiadores da iniciativa. “É acima de tudo um reconhecimento do Ministério Público pelo jornalismo acreano”, falou Sammy. A vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas do Acre, em seu discurso no lançamento, falou sobre a importância do prêmio para a categoria. “Algumas pessoas se perguntam: ‘mais um prêmio?’, mas não é mais um prêmio, é mais uma oportunidade dos jornalistas mostrarem o seu talento, as atividades desenvolvidas e o elo do MPE com a população”.

O Prêmio
Com o tema Transformando Cidadania em Notícias, o Prêmio de Jornalismo do Ministério Público vai contemplar as categorias Jornal, Rádio, Televisão, Jornalismo Online e Fotografia. As matérias devem ser centradas nas áreas de atuação do MPE: Meio Ambiente, Combate a Organizações Criminosas, Infância e Juventude, Patrimônio Público, Cidadão, Consumidor, Criminal, Controle Externo da Atividade Policial, Saúde, Direitos Humanos, Idosos e Violência Doméstica.

Poderão ser inscritas reportagens de Rádio, Televisão, Jornal, Blogs e fotos veiculadas/publicadas no período de 1º de maio a 30 de novembro de 2010, em língua portuguesa, em veículos de comunicação com sede no Estado do Acre. Assim, o prêmio também abrange jornalistas não sindicalizados e estudantes de jornalismo. O campeão de cada categoria também receberá um prêmio em dinheiro no valor de R$ 3.000.

Palestras
Após o lançamento oficial do prêmio, o promotor de Justiça, Danilo Lovisaro, apresentou a primeira palestra da noite, “o Papel do Ministério Público na Construção da Cidadania”, onde explicou de forma clara e descontraída a fundação e evolução do MP em todo o Brasil, seu papel perante a sociedade e retirou dúvidas dos presentes.

Logo depois, subiu ao palco do Teatrão o jornalista da Rede Globo, Francisco José Bento. Com mais de 80 programas Globo Repórter, e matérias nos cinco continentes, Francisco falou um pouco de sua carreira, sua relação com o Ministério Público e o Acre. O jornalista contou que seu envolvimento com o Acre tem mais de 40 anos e se emocionou bastante ao lembrar com carinho do jornalista Armando Nogueira, a quem ele considera “o maior jornalista brasileiro de todos os tempos”.

Mesmo já tendo realizado matérias com os perigosos Dragões de Komodo e nadado com centenas de tubarões, Francisco parabenizou o Ministério Público pela iniciativa e incentivou os jornalistas a participarem do prêmio dizendo que o verdadeiro repórter é aquele que enfrenta todos os perigos, indiferente dele estar na natureza, ou vindo de um outro ser humano. (Agência Acre)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation