Deputados estaduais aprovam Bolsa Moradia Transitória

Na sessão de ontem da Aleac foi aprovado o projeto do Governo do Estado que institui uma Bolsa Moradia para famílias que serão removidas durante a construção de novos parques residenciais, em Rio Branco. Os 22 votos favoráveis dos parlamentares estaduais viabilizaram a possibilidade das famílias que tenham que se deslocar dos seus locais de origem e tenham aluguéis pagos pelo Governo até o final do ano. Os valores podem ser até R$ 300 e deverão beneficiar cerca de 1500 famílias.
Edvaldo-Magalhaes1504
Segundo o presidente da Aleac, deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), a Bolsa dará condições de habitação às famílias que estão sendo removidas de áreas de risco. “Temos seis grandes áreas na Capital onde está se cons-truindo cinco parques residenciais em fundos de vales além de famílias que estão sendo removidas de áreas de risco. Parte delas fazem opção por aluguel e o Estado banca as despesas no período em que está construindo as novas moradias. Enquanto não sai a sua casa reestruturada ou construída serão pagos o aluguel até o final do ano pelo Governo”, explicou.

O projeto beneficiará 1500 famílias. “Elas estão morando em áreas complexas que estão tendo intervenção do poder público. O Estado identificou as famílias e chegou a um acordo”, afirmou Edvaldo. O parlamentar destacou ainda que não existe risco das famílias venderem as suas novas casas e voltarem aos locais de origem. “Não há possibilidade de retorno porque esses lugares estão sendo reurbanizado e se tornarão espaços públicos. O Estado está construindo uma nova habitação, em alguns casos, na mesma comunidade original para que as famílias não sejam separadas da convivência com os seus vizinhos”, disse ele.

O presidente da Aleac também informou que o programa de urbanização do Governo está sendo financiado pelo BNDES. “O programa de urbanização de fundos de vales está sendo implantado há dois anos. São intervenções que atingem muitas famílias e a acolhida do Estado se dá desde o momento de deslocamento. Isso garante que as famílias enquanto retornam para as comunidades possam ter condições de sobrevivência. A Bolsa Moradia é para que as famílias não fiquem desamparadas”, finalizou.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation