Acre tem melhor quadrimestre na geração de emprego

Os quatro primeiros meses de 2010 registraram o melhor índice na geração de emprego para o período no Acre. Até abril, mais de 500 empregos com carteiras assinadas foram criados – um aumento de 0,89% ante o quadrimestre do ano passado. Esse foi o resultado mais positivo na série histórica do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) para os quatro primeiros meses do ano. Já o desempenho de abril foi o terceiro melhor na avaliação.

Em abril, o Acre registrou a criação de 391 empregos, um crescimento de 0,64% quando comparado com março. Serviços e construção civil foram os principais setores da economia a influenciar o resultado, depois de um final e começo de ano negativos. O primeiro segmento foi responsável pela abertura de 169 postos, enquanto as construtoras ofertaram 158 empregos.

O último bimestre marcou a recuperação do principal setor da economia acreana: a construção civil. A interrupção do período de chuvas faz com que os pequenos, médios e grandes empreiteiros colocassem suas empresas para atuar com todo fôlego. Em resumo, o setor passou a contratar mais mão-de-obra. Outro segmento que apresentou bons números em abril foi a indústria de transformação, que contratou 79 trabalhadores – uma alta de 1,26% em cotejo com o mês anterior.

Entre abril de 2009 e deste ano, pouco mais de 2,1 mil empregos celetistas foram gerados no Acre. O desempenho positivo foi de 3,64% no nível de empregos com carteiras assinadas. Rio Branco concentrou o maior número de contratações em abril. Com mais da metade da população acreana, a Capital se consolida como a principal força econômica do Estado, deixando o interior carente da oferta de trabalho. 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation