Educação no Trânsito apresenta teatro nas escolas

A peça intitulada “Transitando em Cena” exibe situações do dia-a-dia com muita descontração. No caminho ao cinema, a personagem “Aline”, que aprendeu na escola o respeito pelas leis de trânsito, exige do pai o uso do cinto de segurança. Ela alerta que até mesmo no banco traseiro os passageiros devem utilizar o equipamento.

O personagem “Odorico” é um cidadão cordial, educado e tranqüilo. “Não faz mal a uma formiga”, mas infelizmente, ele tem um problema: ao entrar em seu carro, transforma-se em um motorista extremamente imprudente. Ele avança o sinal vermelho, insulta os pedestres e excede os limites de velocidade. Duas forças lutam entre si. De um lado, algo diz para ele ser mais cauteloso, de outro, que siga em frente e continue colocando a vida dos outros em risco.  Enfim, “Odorico”, acaba cedendo aos apelos positivos e tudo termina em paz.  

As crianças também aprendem que a rua não é lugar para brincadeira, que antes de atravessar é necessário prestar bastante atenção e utilizar sempre a faixa de pedestre. Elas ainda recebem a mini multa, além de panfletos com informações aos pais sobre o uso da “cadeirinha”. 

Na peça teatral, a cantiga popular “Se essa rua fosse minha”, recebe uma nova versão: “Toda rua tem perigos”. Interessante mesmo é que no final da apresentação, os alunos saem cantando as músicas ensinadas pelo elenco. As escolas públicas e particulares que tiverem interesse em receber as apresentações teatrais do Detran devem encaminhar solicitação ao órgão. (Agência Acre)

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation