Empresários pedem auxílio à Caixa para obter capital de giro

Crédito para capital de giro é uma das maiores necessidades apontadas pelos empresá-rios da indústria da Construção Civil durante reunião com o superintendente regional da Caixa em Rio Branco (AC), Aurélio Silva da Cruz, na noite de terça-feira, 18. O presidente do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac), João Francisco Salomão, foi o mediador do encontro, que aconteceu na sede do Sistema.

“Nossas empresas precisam de crédito, precisam de capital de giro, esse é um dos nossos grandes problemas”, adiantou Salomão. “Encontramos muita dificuldade com certas regras dos bancos, que não são flexíveis, e a nossa situação vira um círculo vicioso, porque muitas não têm recursos para regularizar sua situação e, por esse motivo, não conseguem obter crédito nas instituições bancárias”.

De acordo com Carlos Sasai, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Acre (Sinduscon-AC), o segmento ficou basicamente seis meses parado devido às chuvas. Por causa da grande demanda por mão-de-obra no Estado, Sasai explicou que as empresas que possuem contratos de obras públicas – como o Minha Casa, Minha Vida – preferiram não desfazer suas equipes, sob pena de não conseguir recuperá-las no período de estiagem. “Isso nos gerou problemas financeiros, também”, alegou.

Aurélio garantiu que os pleitos acreanos serão encaminhados à diretoria nacional da Caixa. Segundo ele, essa foi uma reunião para ele “ouvir”. Haverá uma próxima, quando ele retornar com as possíveis soluções encontradas pela instituição. “Posso adiantar que haverá, sim, uma ressonância com a diretoria da Caixa, pois nunca tivemos problemas com as demandas daqui”, afirmou. (Ascom Fieac)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation