Grávidas e jovens ainda longe da meta de vacinação contra a Influenza A

O Ministério da Saúde não está satisfeito com o número de grávidas e jovens entre 20 e 29 anos que já se imunizaram contra a Influenza A (H1N1), a Gripe Suína. Balanço divulgado ontem pelo ministro José Gomes Temporão, no Rio de Janeiro, mostra que profissionais da área de Saúde, crianças entre seis meses e dois anos e doentes crônicos já alcançaram a meta estabelecida pelo órgão de proteger pelo menos 80% do público-alvo, mas a imunização das gestantes e dos jovens com idade entre 20 e 29 anos ainda está abaixo do esperado: apenas 63% e 69% (ou 1,9 milhões e 24,5 milhões), respectivamente, se vacinaram.

“A vacina é segura. E a maioria dos óbitos por causa da gripe foi em grávidas. Peço um esforço adicional porque essa é a única maneira de se proteger contra a doença”, disse Temporão, que lamentou o fato de os índices nesses grupos não terem chegado aos 80%. A meta, segundo o ministério, é prevista em todas as campanhas de vacinação.

Depois da mea-culpa, o ministro aproveitou o momento para ressaltar o trabalho realizado pelos profissionais que trabalham nos mais de 36 mil postos em todos os estados para ajudar o país a alcançar a meta. E criticou, mais uma vez, as informações falsas sobre a vacina, que foram divulgadas na internet. “A imunização não é prejudicial para ninguém”, enfatizou. (Correio Braziliense)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation