Prefeitura firma parceria com a Embrapa e assina cooperação técnica

O prefeito Raimundo Angelim participou ontem pela manhã, 21, na sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa/Acre) da inauguração do Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) e da assinatura de cooperação técnica com as prefeituras dos 22 municípios do Estado, visando a transferência de tecnologia para incremento da agricultura familiar no Acre. Embrapa1
A solenidade contou com a participação do diretor presidente da Embrapa, Pedro Arraes; do chefe da Embrapa/Acre, Judson Valentim; dos deputados federais, Fernando Melo e Sérgio Petecão; do secretário estadual de Meio Am-biente, Eufran Amaral; do secretário de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar, Nilton Cosson; do superintendente do Banco da Amazônia, Marivaldo Melo; produtores rurais e representantes do setor produtivo.

O centro de atendimento foi financiado com recursos do Programa de Fortalecimento e Crescimento da Embrapa (PAC/Embrapa) e de emenda parlamentar aprovada pelo deputado federal Fernando Melo (PT/AC). O local abrigará o serviço de recepção e triagem dos diversos públicos da Empresa, núcleo de treinamento de produtores, sala memória da Embrapa e vitrine de tecnologias.

Nesse contexto, o novo espaço foi preparado para atender com maior qualidade e eficiência os diferentes setores que procuram a Empresa. A atuação da Embrapa não se restringe ao público brasileiro. Produtores do Peru e da Bolívia buscam na Empresa soluções tecnológicas para problemas que afetam a produção agropecuária destes países.

“Existe aqui no Estado uma relação quase que umbilical entre as prefeituras e o governo. A forma como a agricultura familiar é conduzida aqui no Acre pode servir de modelo para o Brasil, assim como em vários outros aspectos que vocês já são referência, porque aqui se pratica algo muito interessante, que é o fortalecimento da extensão rural”, frisou o diretor presidente da Embrapa, Pedro Arraes.

Embrapa2Durante o evento foram entregues 120 microtratores às prefeituras dos 22 municípios do Estado. Esta ação marca o lançamento do Programa de Mecanização para Recuperação de Áreas Degradadas, executado pela Embrapa Acre, no âmbito do projeto “Transferência de tecnologias para desenvolvimento da produção familiar no Acre”. Iniciativa faz parte de um conjunto de ações voltadas para o desenvolvimento da cadeia produtiva da mandioca, e que envolvem recursos da ordem de R$ 5,8 milhões, oriundos de emenda aprovada pelo parlamentar Fernando Melo.

O programa contempla ainda a aquisição de dois tratores de grande porte, equipados com trituradores de capoeira, tecnologia conhecida como Tritucap. Um destes equipamentos será utilizado em atividades de pesquisa desenvolvidas em áreas de produtores rurais das regiões do Alto Acre, Baixo Acre e Purus; o outro, atenderá demandas de produtores do Vale do Juruá. Os equipamentos serão usados de forma comunitária e vão estimular a utilização de métodos de recuperação e conservação da fertilidade do solo. (Ascom PMRB)

Embrapa3 
Programa federal muda condições de vida no campo
O programa Compra Antecipada do Governo Federal em execução há cerca de 3 anos é o principal responsável pela melhoria de condições de vida dos produtores que vivem da agricultura familiar.

Inserido no programa Fome Zero, o Compra Antecipada está conseguindo promover a inclusão social do trabalhador rural no Acre por meio do fortalecimento da agricultura familiar.

Através dele o governo compra a produção e deposita o dinheiro diretamente na conta do produtor.

“No fim do ano passado teve produtor aqui que chegou a ganhar R$ 3 mil de uma só vez. Foi no banco e o dinheiro estava lá. Era uma alegria só”, confirmou o agricultor Francisco Pereira.

Com a Compra Antecipada o governo garante o acesso aos alimentos em quantidade, qualidade e regularidade às pessoas em situação de insegurança alimentar ao mesmo tempo em promove a melhoria das condições de vida no campo.

Prova disso é a comunidade do Pólo Agroflorestal Wilson Pinheiro, localizado a 8 km de distância de Brasiléia. No Wilson Pinheiro o apoio ao programa é unânime.

As 80 famílias do pólo, reuniram-se com a deputada federal Perpétua Almeida para  agradecer o incentivo do presidente Lula e pedir auxílio para incrementar a produção.

Além da banana, mamão, macaxeira, arroz, feijão e frango, eles querem produzir hortaliças para abastecer também o mercado local.

O pedido acatado pela parlamentar foi o de aprenderem a cultivar tomates.

“Vou entrar em contato com a Embrapa e com o Sebrae para viabilizar o sonho de vocês. Mas, quero ressaltar que é muito bom chegar a uma comunidade e encontrar essa disposição para o trabalho e pedidos para a coletividade. Aqui ninguém veio com a história de pedido individual. Tanto que nem vacilo e já prometo colocar a emenda que pediram para a construção da quadra de esportes que tanto querem. Sem dúvida a comunidade merece”, destacou Perpétua Almeida. (Assessoria)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation