Agente da Pousada do menor é vítima de tentativa de homicídio

O agente da Pousada do Menor ou Sócio Educador,  Deuzimar Lima Guimarães, 32 anos, o “Louro”, funcionário do Centro Sócio Educativo Purus, do município de Sena Madureira, distante de Rio Branco 144 km, foi vítima de tentativa de homicídio no início da noite de sábado, 01.

pmt

O crime aconteceu no bairro Bom Sucesso, periferia de Sena Madureira. Segundo informações, a vítima retornava para sua residência após participar de um jogo de futebol, quando trafegava nas proximidades do Clube foi surpreendido por três rapazes que estavam no meio da rua armados de escopeta.

Um adolescente teria atirado na direção do veículo da vítima que teve a lataria lateral e o vidro da porta do motorista atingida.

Deuzimar foi atingido na região das costas, próximo ao ombro esquerdo por estilhaços de chumbos e mesmo ferido, conseguiu escapar dos criminosos que teriam carregado novamente a escopeta para atirar.

Populares que testemunharam o crime socorreram a vítima, que foi encaminhada ao Hospital João Câncio Fernandes, onde foi submetido a um procedimento médico para retirada dos chumbos que perfuraram seu corpo. Durante o procedimento não foi possível retirar todos os estilhaços, mas segundo informações médicas o que permaneceu no organismo do agente não trará complicações futuras.

Na manhã de sábado, 01, um adolescente de 15 anos, compareceu acompanhado de sua mãe ao Conselho Tutelar de Sena Madureira, onde confessou a autoria do crime, alegando que teria atirado por engano no sócio educador.

Quando estava prestando depoimento ao delegado, o adolescente deu outra versão, afirmando que estava em sua residência na noite de sexta-feira, quando foi procurado por três ex internos da Pousada do menor, identificados pelos nomes de Júnior, Francimar e outro pelo apelido de “Madruga”, que já são maiores de idade, onde o trio teria determinado ao adolescente que nas primeiras horas da manhã do dia seguinte fosse ao Conselho Tutelar e confessasse a autoria da tentativa de homicídio contra o sócio educador Deuzimar.

O adolescente disse ainda que os acusados o ameaçaram, caso ele não cumprisse o que foi determinado por eles, ele seria brutalmente espancado ou até mesmo morto.

Sócio educador foi vítima de vingança de um ex interno da Pousada
A Polícia Civil descobriu que a tentativa de homicídio contra Deuzimar foi motivada por vingança de um ex interno da Pousada identificado pelo nome de Francimar, que quando ainda era menor de idade cumpriu pena sócio educativa na Pousada, mas devido ter liderado por várias vezes rebeliões e motins, teria sido transferido para cumprir o restante da pena em Rio Branco.

A transferência do adolescente teria sido determinada por Deuzimar Guimarães, que através de um levantamento investigativo descobriu que seria Francimar o líder dos motins.

Antes de ser transferido para Rio Branco, Francimar teria afirmado que assim que saísse da Pousada retornaria para Sena Madureira com o único objetivo: matar Deuzimar.

O agente não deu importância à ameaça acreditando que seria somente um desabafo momentâneo pelo fato de Francimar não ter aceitado a decisão do agente em transferi-lo para a capital.

O delegado responsável pelo inquérito que apura a tentativa de homicídio solicitou a Justiça à prisão preventiva de Francimar e  de seus dois comparsas Júnior e “Madruga”.

Foto/Márcio Farias

pmt1

pmt2

Assuntos desta notícia

Join the Conversation