Após dez dias sem comer, homem surta e se arma com uma foice

Moradores da Rua do Sol, bairro Taquari, por volta das 19h de quarta-feira, 19, pediram ajuda ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), para socorrer um homem identificado por Wanderley Alves da Silva. Segundo informações de vizinhos, ele estaria há mais de dez dias sem se alimentar e teria sofrido uma crise mental.

Quando a equipe de paramédicos chegou ao endereço, encontrou Wanderley trancado em sua residência armado com duas foices, gritando, passando as foices nas paredes de madeira da casa e afirmando que ia se matar.

Sem ter como entrar na casa e desarmar o paciente, a equipe médica pediu ajuda de policiais.

Uma guarnição da PM foi enviada ao local e após muita conversa os militares conseguiram desarmar Wanderley, que não resistiu à prisão. Encaminhado para a viatura do Samu,  ele recebeu os primeiros atendimentos e em seguida foi levado ao Hospital de Doença Mental (Hosmac).

Vizinhos de Wanderley informaram à polícia que ele mora sozinho na casa e que teria sido abandonado pela família.

Ele estaria há mais de dez dias sem comer e sem dormir e passava o dia e a noite fumando. Os vizinhos disseram que ele fumava mais de dez carteiras de cigarros por dia.

Wanderley é deficiente mental e estaria morando na Rua do Sol há cerca de seis meses. Segundo vizinhos, neste período nenhum parente foi visitá-lo.

Nos últimos dias eram os vizinhos mais próximos que alimentavam Wanderley, que devido à falta de alimentos e por não tomar a medicação teria ficado muito debilitado, chegando a ter alucinações.

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation