Juiz marca audiência para ouvir acusados de matar Edna Ambrósio

O juiz substituto da Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco, Gustavo Sirena, designou o próximo dia 17 de junho para a realização da audiência de instrução do processo que levará a julgamento dois policiais militares, acusados de fuzilar uma estudante durante uma blitz de trânsito.

Os denunciados são Francisco Moreira e Moizes da Silva Costa – apontados como os autores dos disparos que mataram a jovem Edna Ambrósio, no dia 25 de fevereiro deste ano. Na denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE) também consta como réu o namorado da vítima, Jeremias de Souza Cavalcante, que teria furado o bloqueio e dado causa à reação dos policiais.

O jovem responde ao processo na modalidade de homicídio culposo – quando não há intenção de matar. Já os dois policiais militares acusados de efetuar os disparos foram denunciados por homicídio qualificado e terão que enfrentar o júri popular.

Os acusados já apresentaram defesa prévia, onde indicaram testemunhas a serem ouvidas no dia da audiência de instrução. Além dos réus, o MPE também deve indicar testemunhas a serem interrogadas. A data do julgamento deve ser definida em seguida.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation