Polícia prende homem acusado de aplicar golpe do “imposto de renda”

Investigação da polícia aponta que golpe rendeu cerca de R$ 75 mil a acusado e prejuízo aproximado de R$ 150 mil a vítimas.

Segundo investigação da Polícia Civil, pelo menos 12 pessoas, entre elas idosos e deficientes.
imposto_de_renda1
O acusado preso é Edvones Duarte de Souza, 31 anos, que aplicava o “golpe da restituição do imposto de renda” que consistia em o acusado identificar pessoas vulneráveis ao golpe e informá-las que teriam determinado valor retido pela Receita Federal, oferecendo serviço para “agilizar” os procedimentos para a restituição.

Após convencer as vítimas Edvones de posse dos documentos pessoais das pessoas e uma procuração, ele abria conta em um determinado banco usando CDC salários das vítimas e contraia empréstimos em nome das mesmas e do valor sacado, Edvones entregava a metade do dinheiro para a vítima e o restante ficava para ele, mas a vítima acreditando estar recebendo a restituição do imposto de renda, somente descobria o empréstimo quando o banco efetuava o desconto consignado ao pagamento.

Segundo levantamento da polícia o acusado retirou cerca de R$ 150 mil das contas de várias vítimas, através de empréstimos bancários.

Os empréstimos feitos por Edvones variavam entre R$ 4,7 e 3,5 mil. Na semana passada o delegado Bayma representou pela prisão do acusado que foi deferida pela Justiça. Carlos Bayma acredita que o número de vítimas do golpista seja pelo menos cinco vezes superior as pessoas identificadas.

O acusado foi indiciado com base no Código Penal, nos artigos 171 (obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento:  Pena – reclusão, de 1 a 5 anos, e multa) e 168 (apropriar-se de coisa alheia móvel, de que tem a posse). Pena – reclusão, de 1 a 4 anos, e multa.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation