MP Eleitoral aciona PT, Dilma, Jorge, Tião, César e Edvaldo por antecipação de campanha

Horário de propaganda partidária do PT teria sido usado para promover nomes de pré-candidatos da coligação Frente Popular

O Ministério Público Eleitoral no Acre (MPE/AC) encaminhou representação ao Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) por antecipação de campanha eleitoral contra o Partido dos Trabalhadores (PT) e os pré-candidatos Jorge Viana, Tião Viana e Dilma Rousseff, todos do PT, além de César Messias, pré-candidato pelo Partido Progressista (PP) e Edvaldo Magalhães, do Partido Comunista do Brasil (PC do B), que também foram beneficiados pela propaganda irregular, ocorrida no horário destinado à propaganda partidária do PT entre os dias 26 de maio a 7 de junho deste ano.

Segundo a denúncia do MPE, os representados, de comum acordo, agiram com a clara intenção de promover seus próprios nomes antes do período previsto para a propaganda eleitoral,  a partir do dia 06 de julho dos anos das eleições, além disso, ainda o fizeram no  horário destinado exclusivamente a divulgar os programas partidários, transmitir mensagens aos filiados sobre a execução do programa partidário, dos eventos com este relacionados e das atividades congressuais do partido.

Os nomes do atual governador Binho Marques e do presidente Lula são citados na propaganda também para induzir o eleitor a votar nos sucessores apresentados pelo partido de tal forma que não haja retrocesso no Estado.

Os pedidos da ação são para que sejam suspensas as inserções no rádio e TV que ainda restam ao PT nos dias 28 e 30 de junho e para que, ao final do processo, o Partido, e cada um dos pré-candidatos citados, sejam condenados ao pagamento da multa prevista por antecipação de campanha, que pode variar de R5 mil a R$ 25 mil. (Assessoria MPF/AC)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation