Fla oficializa suspensão do contrato do goleiro Bruno

O Flamengo confirmou o afastamento do goleiro Bruno em nota oficial emitida ontem. Segundo o comunicado, assinado pelo procurador-geral do clube, Rafael De Piro, a decisão de suspender o contrato de trabalho do jogador foi tomada de forma unânime pela comissão formada por juristas notáveis, constituída na última quarta-feira.
Bruno-Fla
O clube rubro-negro esclarece ainda que o advogado Michel Assef Filho não faz mais parte da defesa do goleiro Bruno.

Confira a íntegra da nota:
“Consoante deliberação unânime da Comissão instituída para o caso, constituída pelos juristas notáveis: Mário Pucheu, advogado, Theophilo Miguel, juiz federal, os desembargadores Marcus Faver, Siro Darlan e Walter D’Agostino, além dos desembargadores do trabalho, Marcelo Antero e José da Fonseca Martins Júnior, o Clube de Regatas do Flamengo – que nenhuma relação tem com o fato ocorrido –, vem comunicar a suspensão do contrato de trabalho do atleta Bruno Fernandes das Dores de Souza, até que os fatos sejam inteiramente apurados.

Ao ensejo, esclarece que o Dr. Michel Assef Filho não representa os interesses do clube nesta questão”. (G1)

Novo advogado de Bruno vai entrar com pedido de habeas corpus
 O advogado Ércio Quaresma, que assumiu a defesa do goleiro Bruno, afirmou que vai entrar com pedido de habeas corpus. Bruno é suspeito de envolvimento no sumiço da ex-amante Eliza Samudio. Quaresma, que está em Belo Horizonte, já é responsável pela defesa de Luiz Henrique Romão, o “Macarrão”, amigo do goleiro.

Quaresma substitui o advogado Michel Assef Filho, que largou o caso alegando que trabalha para o Flamengo e, como o clube decidiu pela suspensão do contrato de Bruno, há um “conflito de interesses”. Quaresma afirmou que vai dar continuidade aos trabalhos de Assef Filho. “Tudo o que o doutor Assef fez até aqui eu assino embaixo”, ressaltou.

Ércio Quaresma informou ainda que não tem em mãos a cópia do decreto de prisão temporária de Bruno, por suspeita de envolvimento no seqüestro de Eliza Samudio, no mês passado. Segundo o advogado, assim que tiver acesso ao decreto, ele vai entrar com o pedido de habeas corpus do goleiro. “Talvez eu consiga fazer o pedido ainda hoje”, disse o advogado, que relatou não ter conseguido conversar ainda com Assef Filho.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation