Correios começam campanha para resgatar cultura do selo nas escolas

Na Era Digital, a escrita e as cartas cada vez mais estão perdendo espaço para e-mails, chats e redes sociais. Para reverter esse quadro, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), através da Agência Central dos Correios no Acre, deu início ontem de manhã, na Escola Infantil Menino Jesus, a uma campanha de resgate das culturas de postagem de selos, cartas e do exercício da escrita entre crianças e jovens. A corrente tem como lema a frase ‘Selo é Cultura’ e durará até o final do próximo ano.

Para tornar a campanha mais efetiva, ela foi dividida em três fases. A primeira, que foi iniciada ontem e deve terminar no final do ano, visa incentivar a cultura dos selos entre crianças de 4 a 6 anos em dois momentos: fazer visitas às escolas e, depois, levar turmas até a sede local dos Correios. A segunda fase atingirá público infanto-juvenil de 7 a 12 anos, de março até julho de 2011. Já a terceira fase será voltada para jovens de 13 a 16 anos, entre agosto até dezembro do próximo ano.

Entre as maneiras de incentivar os alunos, os Correios farão palestras, demonstrações, distribuição de selos e exposição de coleções, além de kits de materiais educativos. Conforme Evilásio Gomes, gerente da Agência Central dos Correios no Acre, a meta da empreitada é chegar até, pelo menos, 50% das escolas da Capital.

“A tecnologia motiva jovens a se tornarem adeptos de novas mídias. Assim, eles deixam de lado os bons valores que as antigas, como as cartas e os selos, transmitem. Por isso, é importante incentivar este resgate da cultura dos selos e tudo o que eles passam, comentou o gerente Evilásio Gomes.

Boa recepção na primeira escola – Segundo a diretora da escola Menino Jesus, Rose Callado, a iniciativa dos Cor-reios transmite bons ensinamentos práticos, por isso, deve ter boa aceitação nos colégios da cidade. “Acho uma idéia ótima, devido ao incentivo na escrita e no valor sentimental de selos. Além disso, estimula a preservação da fauna e da flora, o que veio numa boa hora, pois estávamos trabalhando as questões ecológicas com as crianças”, comentou. A escola Menino Jesus possui 355 alunos de alfabetização.  

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation