Exemplo de produção agrícola com respeito ao meio ambiente

Um belo exemplo de produção agrícola com absoluto respeito ao meio ambiente foi visitado na manhã de ontem 27 pelo candidato da Frente Popular (FPA) ao Governo do Estado, Tião Viana. Acompanhado de Jorge Viana e de Edvaldo Magalhães, candidatos da FPA ao Senado da República, além de candidatos a Câmara Federal e à Assembléia Legislativa, Tião Viana esteve no quilômetro 49 da BR-317 no sentido Rio Branco a Boca do Acre (AM), na propriedade do comerciante e produtor Ezimar Fideles Maia, de 60 anos, líder de uma família e de uma comunidade que trabalha no local desde que viajar dali a Capital era uma aventura capaz de durar até semanas.
Jorge-e-tiao2807
“O pessoal saía do caldeirão da 317 e caía no inferno da 364”, disse o ex-governador Jorge Viana, que conhece bem a realidade daquela localidade. “Também comi o pão que o diabo amassou nessa estrada. Com 13 ou 14 anos, acompanhando meu pai, vivi aqui o drama do pioneirismo de vocês”, disse o ex-governador, cujo pai, o ex-deputado Wildy Viana, foi proprietário de uma área de terra na localidade, nos anos 70.

Tião e Jorge Viana reencontraram, junto com as lembranças daqueles tempos duros, pessoas como Ezimar Fideles Maia, Antônio Passarinho, de 70 anos, João Machado, de 76, ou João Evangelista Ferreira, o “João Paraná”, também de 70 anos. “Todos com histórias de lutas que merecem ser contadas como uma epopéia”, acrescentou Tião Viana. João Paraná, por exemplo, que nunca viveu de salário, conseguiu formar, com curso superior, seus seis filhos, três dos quais são adotivos.

Senadores
Mas os tempos são realmente outros. Há asfalto na BR-364 e a parte da BR-317 que fica em território acreano está toda asfaltada. “Eu sonhava com isso e agora só posso retribuir ao que essa geração de políticos fez por nós apoiando a eles e seus candidatos”, disse Fideles Maia. “Além de apoiar a eles, a gente apóia as idéias dos governos que eles fazem”, disse.

Maia é, por exemplo, um produtor de grãos, de milho principalmente, que já não derruba a floresta para plantar. “Utilizo terras degradadas com tecnologia conforme as recomendações do governo. Assim, no ano passado, nessas áreas, consegui produzir 400 toneladas de milho”, disse Fidelis Maia.

Além de milho, na propriedade de 732 hectares, Maia também produz peixe, carneiro, bode, bois e animais silvestres. A propriedade é a única na região a ter, com autorização dos órgãos competentes, um criatório natural de pacas, cotias, porco do mato e agora estão chegando macacos das mais variadas espécies.

Tião Viana disse, numa reunião com os produtores da região, que fará um governo de continuidade de tudo o que foi feito por Jorge Viana e por Binho Marques, mas com foco na produção agrícola com respeito ao meio ambiente e na industrialização.

“Posso assumir esse compromisso porque as condições estão criadas. Com o Jorge e o Edvaldo no Senado, vamos poder ir mais adiante. E eu digo isso porque sei da importância de termos senadores comprometidos com o Estado. Eu sei do que é capaz de fazer de mal a um Estado como o nosso se a gente eleger um senador malino”, disse Tião Viana. “E por tudo o que o presidente Lula fez por nós do Acre, temos que votar cerrado na Dilma. Votar em Dilma é o mesmo que votar em Lula”, disse.        

A caminho da propriedade rural, Tião Viana se reuniu, em Senador Guiomard, com pastores de cinco igrejas evangélicas do município, que vinham apoiando a candidatura da deputada estadual Dinha Carvalho. A deputada anunciou, no ato, a desistência da disputa à reeleição, por problemas de documentação com a Justiça Eleitoral.

“Isso não me impedirá de continuar indo de casa em casa pedir votos para Tião Viana governador, Jorge e Edvaldo senadores e para a nossa querida Dilma Rousseff ser presidente”, disse Dinha Carvalho. Os pastores e demais lideranças das igrejas garantiram apoio a Tião, Jorge, Edvaldo e Dilma. (Assessoria)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation