Plano de governo de Tião Viana é debatido em mais quatro municípios

Candidatos da FPA são recebidos em festa e Jorge e Edvaldo já vivem a alegria de saber que estarão juntos no Senado
 
Acrelândia, Plácido de Castro, Capixaba e Senador Guiomard foram os municípios que abraçaram os candidatos da Frente Popular do Acre (FPA) durante o último final de semana em encontros para debates em torno do plano de governo da coligação para o período de 2011 a 2014.
Municipios_Tio
Tião Viana, candidato ao Governo, Jorge Viana e Edvaldo Magalhães, candidatos ao Senado, acompanhados de candidatos a deputados federal e estadual, se encontraram com pelo menos duas mil pessoas nos quatro municípios. Em todos os locais, a recepção foi em clima de festa.

“Estou muito feliz com a campanha. Confesso que nunca vi algo parecido. Nem na minha primeira eleição nem quando fui reeleito”, disse o ex-governador Jorge Viana. Edvaldo Magalhães também destacou que, em todas as plenárias, encontrou pessoas felizes, com manifestações espontâneas. “Por onde passamos, não vi uma pessoa com a cara amarrada. Isso me traz a certeza de que, além de elegermos o Tião e o Jorge com a maior votação proporcional do país, vocês vão me levar para o Senado com uma votação expressiva, muita próxima dessa homenagem que o Acre está fazendo ao Jorge Viana”, acrescentou. Jorge Viana reafirmou que ficaria muito feliz se cada voto dado a ele também fosse estendido a Edvaldo Magalhães. “O Edvaldo é meu irmão político e só consegui fazer o que fiz como governador porque tinha ele lá na Assembléia defendendo cada projeto nosso”, acrescentou.

“Só ando em boa companhia”
Edvaldo Magalhães lembrou que, em algumas localidades, as pessoas o têm questionado por achar que ele está disputando a eleição com Jorge Viana, porque muitas pessoas não sabem que, nesta eleição, a disputa é por duas vagas no Senado.

“O que eu tenho dito é que não sou doido para entrar num imprensado desses de disputar uma eleição contra o Jorge Viana. Quando alguém pensa em por em dúvida a nossa eleição, eu respondo com aquela música que diz: “Eu não ando só. Eu só ando em boa companhia”, disse o candidato, ao se referir ao samba “Pra viver um grande amor”, de Toquinho, o parceiro do inesquecível poeta Vinicius de Moraes.

Tião Viana, por sua vez, elogiou a iniciativa da Frente Popular de promover em cada município as plenárias para debater o plano de governo que ele pretende executar, uma decisão tomada muito antes da campanha. “Quando nós o convidamos para ser nosso candidato ao governo, ele disse que aceitaria, mas estabeleceu que, antes de começar a campanha propriamente dita, queria percorrer o Acre, ouvindo o maior número de pessoas possíveis sobre o que fazer no governo”, destacou Jorge Viana.

“Ele faz isso porque é do seu perfil profissional. Como médico, ele passou a vida toda escutando as queixas e as dores das pessoas, ouvindo até o que não queria ouvir. Como político, como o senador mais completo do Brasil e como candidato a governador, não está fazendo diferente”, disse Magalhães.

Com Dilma presidente, o Acre abrirá portas no Palácio do Planalto a qualquer hora do dia ou da noite
Do plano de governo que está sendo elaborado, Tião Viana já adiantou quatro itens importantes: pavimentação em asfalto e tijolo de todas as vias urbanas do Acre; a criação de uma secretaria para financiar e fomentar os pequenos negócios e a microeconomia; um programa chamado “Remédio em Casa”, que visa distribuir medicamentos nas residências de pessoas com deficiência física e com mais de 60 anos de idade, além de um forte programa de ensino em nível superior, inclusive em universidades particulares, com um programa de bolsas de estudo financiadas pelo Estado.

“Nós já temos as condições para isso e vamos cumprir rigorosamente, como a gente vem fazendo desde o governo do Jorge Viana e agora com o Binho Marques, tudo o que está sendo debatido aqui.

Se tivermos a felicidade de termos a Dilma Rousseff eleita nossa presidente, aí é que as coisas ficarão mais fáceis. Votar em Dilma é o mesmo que votar em Lula de novo para presidente. Com a Dilma no Planalto, eu, o Jorge Viana, o Edvaldo Magalhães e o Aníbal Diniz, que vai me substituir no Senado, continuaremos a ter felicidade de sermos recebidos no Planalto a qualquer hora, do dia ou da noite, para defender as nossas causas”, disse Tião Viana.  (Assessoria do Comitê de Campanha Tião Viana Governador)

Municipios_Tio2

Assuntos desta notícia


Join the Conversation