Coligação se movimenta no final de semana

 Enquanto o candidato a Senado João Correia (PMDB) tratou de articular  seu novo primeiro suplente e resolver a questão com a Justiça Eleitoral,os majoritários Tião Bocalom (candidato a Governo/PSDB) e Sérgio Petecão(PMN)cumpriram uma extensa agenda este final de semana.
Bocalom_Mercado
Sábado à tarde, atenderam a um convite de Márcia Bittar, esposa do candidato a federal Márcio Bittar(PSDB), para uma concorrida reunião com mais de 400 mulheres representativas dos mais diversos segmentos da sociedade acreana.

Responsável por mais da metade do eleitorado brasileiro (e acreano), as mulheres hoje são consideradas decisivas em qualquer eleição.As presentes no encontro  confirmaram sua opção pela mudança e cravaram o compromisso de divulgar um projeto de oposição  que inclui o respeito ao cidadão e ao sagrado direito de discordar, sem o perigo  das arbitrariedades e da perseguição oficial.

Tião Bocalom falou que seu programa de Governo compreende a valorização da mulher enquanto esposa, trabalhadora e cidadã, e vai trabalhar em favor da  mãe de família,”que precisa de creche e local seguro para abrigar  seus filhos enquanto procura garantir sua parte no sustento da família”. Bocalom lembrou também a necessidade de cobrir a mulher com uma rede de segurança contra a violência doméstica que se manifesta, muitas vezes, dentro do ambiente familiar. E destacou que, na maioria das vezes, esta violência não chega ao conhecimento das autoridades,”por pressão e ameaças do opressor ou constrangimento e vergonha da vítima”. O candidato voltou a afirmar, no entanto, que a maioria dos problemas só vai se resolver com a volta da produção e a capacidade da população de ganhar seu próprio sustento,”sem  ter que ficar na dependência direta ou na manipulação das ações de Governo”.
 
No domingo pela manhã, o roteiro começou  por uma visita ao Mercado Municipal de Rio Branco,para uma conversa informal com a população e os produtores.Segundo  Bocalom, o mercado, em qualquer cidade, sempre será um termômetro fiel  de custo devida e oferta de produtos à população.

Depois de um contato direto e um papo franco,o candidato  a Governo seguiu a um torneio de laço no ramal  Granada,na  BR 317.Bastante á vontade no meio rural, Bocalom pôde sentir a receptividade de seu nome a Governo pela série de apoio e manifestações de carinho. Para o candidato a Governo, o meio rural pode e deve ser um dos grandes instrumentos de retomada do desenvolvimento.

Para isto, seu Governo deverá estimular  o plantio de sementes diversificadas com a devida assistência técnica,”o que deverá fazer toda a diferença”.
Ao se juntar ao grupo, Petecão acrescentou que seu papel como futuro senador eleito  será o de dar sustentação a apoio em Brasília a todas as ações de Governo local, ”acompanhando as iniciativas a garantindo recursos para a consolidação das medidas”.

 Logo em seguida, no início da tarde, os majoritários prestigiaram o lançamento da candidatura a dep. estadual de Rabelo (PMDB), num concorrido churrasco no  ramal Galiléia II, nos limites do Quinari com Rio Branco.Com a presença de Flaviano Melo, os candidatos puderam trocar idéias sobre o desenvolvimento da campanha em todo o Estado e a receptividade do projeto de mudança que pretende      
Mudar os rumos do Estado. 

À noite, os candidatos estiveram na festa de encerramento da Expoacre 2010, num evento de massa que demonstrou uma vez mais a popularidade e acolhimento que o discurso da oposição tem junto ao grande público.

Petecão e  Bocalom puderam sentir o calor humano e a proximidade que o acreano gosta de ter com seus candidatos preferidos.”Foi mais uma prova que estamos no caminho certo”, disse Petecão.  (Assessoria)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation