Pastores da Assembléia de Deus declaram apoio a Tião, Jorge e Edvaldo

Pastores da Assembléia de Deus de ministérios de praticamente todo o Estado receberam, num sítio dos arredores do município de Capixaba, os candidatos da Frente Popular (FPA) ao Governo do Estado e às duas vagas ao Senado.
edvaldo0108
O candidato a governador, Tião Viana, e os candidatos às duas vagas ao Senado Jorge Viana e Edvaldo Magalhães, atenderam o convite de um dos principais dirigentes da Igreja no Acre, o pastor Pedro Abreu, e se reuniram com cerca de 100 outros pastores e líderes da igreja no Acre.

“Estamos reunidos aqui para anunciar que vamos marchar nesta eleição com Tião governador, Jorge e Edvaldo para o Senado porque este grupo não só mudou a forma de fazer política no Acre, como mostrou que pode ser parceiro da nossa igreja”, disse Pedro Abreu. “Vamos lutar pela eleição deles e da candidata do presidente Lula, Dilma Rousseff, porque este país também está mudando”, disse o pastor.

Uma das mudanças, de acordo com o pastor, pode ser sentida em Plácido de Castro, onde ele exerce seu ministério. “Há cerca de oito anos atrás, era comum pessoas pobres me procurarem na igreja pedindo ajuda para comprar ao menos um quilo de osso bovino e um quilo de farinha para poderem comer alguma coisa com sal. Era assim que aquelas pessoas falavam.

De um tempo para cá, não há mais esse tipo de pedido. Eu atribuo isso ao programa Bolsa Família e à ajuda do Governo do Estado na complementação da renda das pessoas mais pobres, que faz com que aqueles desesperados não mais precisem comprar ossadas”, disse o pastor. 

Tião Viana, Edvaldo Magalhães e Jorge Viana manifestaram agradecimento pelo apoio dos religiosos e reafirmaram compromissos de, se eleitos, trabalharem pela intensificação de programas entre o poder público e as igrejas para a prestação de serviços sociais.

Acre ajudará Dilma a consolidar liderança em pesquisas
Para quem vai dar prioridade à geração de emprego e renda para os acreanos, Tião Viana, candidato ao governo, e Edvaldo Magalhães e Jorge Viana, candidatos ao Senado, não poderiam ter escolhido um lugar melhor para falar do assunto do que na fábrica familiar da Verágua, de Sebastião Alencar, que hoje emprega mais de 100 pessoas abastecendo parte do consumo de água de Rio Branco.

Foi na sede da empresa, no bairro Morada do Sol, no início da noite de sexta-feira, que Edvaldo, Jorge e Tião, acompanhados de Léo do PT, candidato a deputado federal, e Hélder Paiva, candidato a deputado estadual, foram uníssonos em dizer que o presidente Lula é o responsável direto pelas obras e ações que foram executadas no Acre nos últimos oito anos.

“Por isso, a sua e a nossa candidata a presidente da República, Dilma Rousseff, precisa e vai vencer as eleições deste ano no Brasil e no Acre”, enfatizou Edvaldo Magalhães aos mais de 100 operários da Verágua que o ouviam atentamente.

Edvaldo destacou a sua certeza de que Dilma se tornará presidente do Brasil, uma vez que ela já lidera nacionalmente as pesquisas de opinião. Na pesquisa divulgada na sexta pelo Ibope, Dilma já está à frente de José Serra em cinco pontos. Em pesquisa da Vox Populi, a diferença pró-Dilma sobe para oito pontos.

Da Verágua, Tião, Jorge e Edvaldo, junto com Léo do PT e do deputado federal Fernando Melo (PT), candidato à reeleição, foram destacar outros compromissos no lançamento da candidatura a deputado estadual do jornalista Ronaldo Queiroz (PT). (Assessoria)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation