Familiares de Fabrício mobilizam sociedade para audiência desta sexta-feira

Familiares do adolescente Fabrício Augusto, 16 anos, desaparecido há quase 200 dias, estão convocando parentes de outras vítimas da violência para uma manifestação pacifica, nesta sexta-feira, 1º de outubro, em frente ao Fórum Barão do Rio Branco. Na oportunidade serão interrogados, a partir das 8h30min, na sala de audiência da Vara do Tribunal do Júri, os denunciados e as testemunhas do caso.

tiafabricio
A frente do movimento está o incansável Sérgio Lopes, tio do garoto desaparecido. Ele agradece o apoio que vem tendo por parte da imprensa, de amigos da polícia e da sociedade de uma maneira geral para continuar firme no propósito de buscar justiça. Sérgio elogia também o trabalho que vem sendo feito pelo Ministério Público Estadual, através dos promotores de Justiça Rui Lino e Marcela Cristina Osório.

“Todos aqueles que não concordam com o que está acontecendo venham se juntar a nós na frente do Fórum nesta sexta-feira”, convoca. Apesar de ainda ter muitas dúvidas em relação ao caso e não se conformar com a ocultação do cadáver do sobrinho, Sérgio se diz confiante na Justiça.

O processo que apura o Caso Fabrício está sob a responsabilidade do titular da 4ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, juiz Cloves Augusto Cabral. A audiência também contará com a participação de três Defensores Públicos e um advogado particular. No total serão ouvidas 29 testemunhas, sendo 19 de acusação.

Seis pessoas foram denunciadas pelos crimes de extorsão mediante seqüestro, seguido de morte, bem como destruição, subtração ou ocultação de cadáver e corrupção de menor. A audiência não tem hora para terminar.

O CASO – De acordo com a denúncia oferecida pelo MPE, oito pessoas estão diretamente envolvidas no desaparecimento do adolescente, entre elas, duas menores de idade, que respondem pelo caso perante a 1ª Vara da Infância e da Juventude. O objetivo do grupo seria exigir resgate em troca da vítima.
 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation