Gazetinhas 09/10/2010

* Alow! A campanha terminou.

* Quem ganhou, ganhou, quem não ganhou precisa acordar e continuar a sua vida.

* Precisam encarar que uma candidatura é só mais uma das muitas batalhas na vida.

* Ficar se lamentando e se perguntando o que foi que deu errado não adianta.

* Eram poucas vagas para tantos candidatos.

* Muitos tinham que perder.

* A questão da energia elétrica no Estado continua séria.

* Além dos apagões precisamos rever o ICMS de 33%.

* Até o ministro Márcio Zimmermann, das Minas e Energia, sabe que esse ICMS faz os acreanos pagarem uma das tarifas mais caras do Brasil.

* Um trabalho para o próximo governador Tião Viana.

* É preciso desonerar essa conta para viabilizar outros negócios.

* O setor energético é estratégico para qualquer economia.

* Essas confusões envolvendo vários prefeitos das cidades acreanas é um reflexo.

* O reflexo de que se escolhe candidatos que querem o poder pelo poder.

* É preciso mais.

* É preciso escolher pessoas que tenham condições e conhecimentos de administração.

* Não é brincadeira tocar uma prefeitura.

* Eu defendo que prefeito deveria ser nomeado pelo governo e não ser eleito.

* Uma vez nomeado, escolhido por suas qualidades profissio-nais administrativas, o cara seria um tocador de obras.

* Se não estivesse correspondendo às expectativas da população seria rapidamente substituído por outro.

* Assim, muito simples e rápido, sem esperar pelas próximas eleições.

* Putitanga! Que calor! Que temporal! Que clima doido!

* Linguarudo liga para reclamar de artigo “tendencioso” publicado na sexta-feira antes das eleições no espaço acima e ao lado.

* Vamos deixar de hipocrisia???

* Jornalista também é cidadão. Tem religião, time preferido e, obviamente, precisa escolher partidos e candidatos.

* Não tem como ser imparcial. Principalmente num artigo de opinião.

* O importante é não ficar na cômoda posição em cima do muro.

* Posição perigosa para a democracia.

*   Tião Bocalom colocou ontem a “Boca no Microfone” na GAZETA FM 93,3.

* Ainda está inconformado com a derrota por apenas 4.497 votos de diferença para o Tião Viana.

* Já entrou com três processos no TRE para tentar reverter a situação.

* Ele quer levar, nem que seja no tapetão.

* Calma Bocalom!

* O povo já deu seu recado. Em 2012, 2014 tem mais eleições.

* Eliane Sinhasique – substituta.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation