Amisrael Acre recolhe assinaturas para soltura de soldado israelense

A Amisrael Acre aderiu à campanha em prol da soltura do soldado israelense Gilad Shalit, seqüestrado pelo grupo palestino Hamas há quatro anos. A intenção do coordenador da ONG no Estado, João Patrício da Silva, é colher o maior número de assinaturas possíveis para subsidiar o pedido de intervenção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso.

De acordo com o manifesto lançado em âmbito mundial, Gilad Shalit foi capturado no dia 25 de junho de 2006, por milicianos palestinos, em uma emboscada. Os raptores entraram em território israelense por um túnel clandestino próximo ao posto de fiscalização de Kerem Shalom, onde o ataque foi perpetrado.

Para os defensores dos Direitos Humanos, a ação viola as leis internacionais, pois aconteceu sem uma declaração formal de guerra. “Mesmo sendo um soldado, Gilad Shalit não pode ser considerado prisioneiro de guerra, e sim refém, já que, por ser ilegal, a sua captura é denominada seqüestro. O seqüestro vem sendo usado como arma de negociação pelos terroristas que o mantém em cativeiro”, esclarece o manifesto.

A Amisrael acredita que, com base na ótima relação que o presidente Lula mantém com os líderes dos países árabes e muçulmanos, é possível à intermediação de um acordo. “Rogamos-lhe que use sua influência e respeitabilidade, mundialmente reconhecidas, para alcançar que um representante oficial do Brasil visite o soldado Gilad Shalit, prisioneiro em Gaza”, diz um dos trechos do abaixo assinado que será en-viado ao presidente Lula.

A Amisrael é uma organização não governamental (ONG) com atuação internacional em prol da paz entre os povos e nações. Congrega pessoas de todos os países, raças, religiões e credos que estejam dispostas a repudiar ao terrorismo e de promover incondicionalmente a paz.

Os mensageiros da Paz que atuam em Rio Branco prometem percorrer bairros, escolas públicas, praças e outros pontos de grande concentração de pessoas para a coleta das assinaturas necessárias ao envio do abaixo assinado ao presidente Lula.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation