XP aposta no potencial do Acre para expandir atuação na região Norte

De olho no potencial dos investidores acreanos, o Grupo XP busca parceiros para estimular a entrada de novos participantes do Acre na bolsa de valores  brasileira (BM&FBOVESPA). A idéia da XP é trazer para o Estado o projeto XP Afiliados, modelo de atuação por meio de empresas afiliadas, pioneiro no mercado financeiro brasileiro.

No modelo de afiliados, a XP é responsável pelo treinamento, montagem do plano de negócios, desenvolvimento dos produtos, tecnologias, inovações e suporte. Além disso, o empresário tem total autonomia na escolha e criação da marca e do layout da sua empresa.

De acordo com o IBGE, o Acre possui 665 mil habitantes, dos quais apenas 338 são cadastrados na bolsa – dados da BM&FBOVESPA. O Estado é o penúltimo colocado do país em números de investidores, ficando a frente apenas dos vizinhos roraimenses, com 280 participantes. “Acreditamos que com a entrada de uma afiliada XP no mercado acreano podemos contribuir para dobrar, em pouco tempo, o número de investidores locais”, aposta Gabriel Leal, sócio da XP Investimentos.

Na região Norte, o Grupo XP conta com afiliados no Amazonas, Pará e Rondônia – um em cada estado. Os números do Amazonas comprovam que a entrada do Grupo XP contribuiu para alavancar a participação do estado na bolsa. Antes da abertura da afiliada XP, há um ano e meio, o estado possuía 1.295 investidores. Hoje, são 2.526 CPFs cadastrados na BM&FBOVESPA.

A XP Afiliados já conta com mais de 200 afiliados e está presente em mais de 100 cidades brasileiras. Faltam apenas três estados – Acre, Amapá e Roraima – para que a XP, por meio desse modelo, esteja presente em todo território nacional. O custo médio para a montagem de uma loja financeira fica em cerca de R$ 1,5 mil o metro quadrado (incluindo gasto com equipamentos e infraestrutura/obra).
 
As empresas afiliadas podem captar e atender investidores oferecendo diversas soluções de investimento: ações, fundos de renda fixa, previdência privada, fundos de ações, títulos do tesouro, fundos imobiliários etc. Além dos produtos da XP Corretora de Seguros e dos cursos da XP Educação, que contribuem para disseminar a educação financeira e estimular o surgimento de novos investidores. “A nossa idéia, com a criação desse modelo de operação, é tornar o setor de investimentos uma opção de empreendimento atraente mesmo para os não iniciados no mercado de capitais. Além de popularizar e expandir o acesso à bolsa de valores”, reforça Leal.  (Assessoria)

Informações: WWW.seunegociosemlimites.com.br

Assuntos desta notícia

Join the Conversation