Presidiário em condicional toma arma de policial durante abordagem e atira onze vezes contra agente

O incidente aconteceu no início da tarde desta quarta-feira, 13, quando dois agentes da Divisão de Repreensão a Entorpecentes – DRE da Polícia Civil realizavam uma abordagem a dois suspeitos de tráfico de drogas no bairro João Eduardo.

atiracontra
O incidente aconteceu na tarde de ontem, 13, quando dois agentes da Divisão de Repreensão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Civil realizavam uma abordagem a dois suspeitos de tráfico de drogas no bairro João Eduardo.

Segundo informações do delegado Adriano Carrasco, titular da DRE, durante a abordagem um dos suspeitos, identificado como sendo o presidiário em liberdade condicional Ivan de Souza Moraes, 22 anos, teria reagido e entrado em luta corporal com um dos agentes.

Durante a luta, a pistola ponto 40 do policial civil caiu no chão. Ivan Moraes conseguiu pegar a arma e efetuou onze tiros na direção do policial desarmado, mas por sorte deles Ivan errou todos os tiros.

O segundo policial que participava da abordagem reagiu efetuando um disparo que atingiu as nádegas do presidiário. Ele foi preso e encaminhado ao Pronto-Socorro para a retirada do projétil.

De acordo com o delegado Adriano Carrasco, exames realizados ao acusado detectaram que o projétil não teria ficado alojado no corpo do preso, pois o tiro acertou de raspão.

Policiais militares foram acionados para garantir a segurança no Pronto-Socorro enquanto o preso era submetido a atendimento médico.

Após receber alta médica, Ivan foi encaminhado à DRE, onde foi indiciado por tentativa de homicídio.

“Ele conseguiu descarregar a arma em direção aos agentes da DRE, mas graças a Deus nenhum deles foi atingido”, afirmou o delegado Carrasco.

De acordo com a polícia, Ivan Moraes estava em liberdade condicional por crime de roubo e tráfico de drogas e estaria em liberdade há pouco mais de três meses.

atiracontra1

atiracontra2

atiracontra3

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation