‘Ficha Limpa’ sinaliza com novos tempos à política brasileira

A decisão do Supremo Tribunal Federal de impugnar a candidatura do ex-governador Jáder Barbalho (PMDB-PA), ao Senado desencadeará uma série de conseqüências. Os dias daqueles políticos oportunistas que assumem prefeituras e governos estaduais com a clara intenção de tirar vantagens pessoais dos cargos estão esgotados. Também a prática do assistencialismo político entrará em derrocada com a nova Lei que parece ser pra valer.
Ficha-limpa
O Ficha Limpa é um golpe fatal ao assistencialismo. Não são poucos os gestores que remanejam recursos destinados à saúde pública ou à educação para utilizarem ao seu bel prazer. Normalmente para ajudar as pessoas (e não as comunidades) em troca da garantia dos seus votos. É o famigerado mecanismo do curral eleitoral. As doações garantem a eterna eleição ou reeleição dos assistencialistas. Infelizmente a carente situação social de grandes grupos possibilita esse tipo de prática nefasta.

Mas vale destacar que o assistencialismo não acontece somente nas faixas mais carentes da nossa população.  Antes das eleições presenciei uma cena surreal. Estava com um assessor de um deputado federal que recebeu um telefonema. O quê ele falava ao telefone com o seu interlocutor aguçou a minha curiosidade. O assessor então me contou que se tratava de um tio dele que ligava perguntando se o tal deputado poderia pagar o IPVA do seu automóvel que estava atrasado. Em troca o sujeito garantiria uma quantidade de votos ao político.

O meu amigo assessor se mostrou indignado com o seu parente e respondeu a indagação até de forma ríspida. Perguntei qual era o carro do cidadão. Para meu espanto se tratava de uma caminhonete Hylux. Imaginem alguém ligando para um político para pagar o IPVA de um carro de luxo. Absurdo total.
Portanto, a prática do assistencialismo está enraizada em todos os patamares da nossa sociedade. Com a Lei do Ficha Limpa as coisas ficarão mais complicadas. Sentiremos o reflexo mais claramente já nas próximas eleições municipais. Quero ver se haverão tantos candidatos com campanhas milionárias disputando pequenas prefeituras.

Pode ser uma Lei que não resolverá todos os problemas de corrupção eleitoral no Brasil. Isso só mesmo com uma radical reforma política. Mas que vai dar muita dor de cabeça para os políticos desonestos lá isso vai. Podem começar a contabilizar os ex-políticos que jamais voltarão à cena depois do Ficha Limpa. Sem dúvida, uma vitória do povo brasileiro.    

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation