Operação Disparada estima apreensão de 2 mil cabeças de gado

O Ibama inicia hoje a série de atividades da Operação ‘Disparada’, executada em parceria com as polícias Ambiental e Civil do Amazonas. O trabalho pretende realizar apreensão de gado que está em áreas embargadas pela Justiça, por práticas de crimes ambientais. Lábrea, no sul do Estado, é a cidade amazonense com maior incidência de propriedades irregulares.

O trabalho acontece simultaneamente em mais dois estados: duas regiões do Pará e duas regiões do Mato Grosso. Há estimativa de apreensão de aproximadamente duas mil cabeças de gado.

Só em Lábrea, a superintendência do Ibama/AC, que participa da ação, estima que 970 sejam retiradas das áreas embargadas. O superintendente do Ibama/AC, Diogo Selhorst, assegura que o objetivo da operação “é diminuir o desmatamento na Amazônia”. Não pode haver nenhuma atividade produtiva em áreas embargadas pela Justiça por crimes ambientais.

O rebanho apreendido deve ser destinado a programas ligados ao Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation