Polícia Civil ganha nova sede com alta tecnologia

Autoridades da cúpula da Segurança Pública inauguram ontem (20) o complexo forense, que será a nova sede da Polícia Civil. “Hoje é um dia histórico para todos nós”, disse o secretário estadual da pasta, Emylson Farias. Com um investimento de R$ 2,8 milhões em estrutura (predial e mobiliária), o complexo é considerado um dos mais modernos do país. Serviços como emissão de carteiras de identidade serão entregues em 24 horas. O sistema integrado vai trazer uma série de benefícios à população acreana, tanto no nível de serviços quanto nos aspectos de combate à criminalidade.
Nova_Sede2104
A construção, que teve início no ano passado, abriga, no mesmo espaço, a direção-geral da Polícia Civil, a Corregedoria, Administração, os departamentos de inteligência, capital e interior, Institutito Médico Legal (IML), Identificação, Polícia Técnico-Científica, além do complexo de perícia.

Emylson Farias lembrou que houve uma redução em 50% da violência no Estado.  A Polícia Civil, em sua avaliação, está mais eficiente e próxima do cidadão.

Destacando conquistas nas áreas estrutural, de gestão, de inteligência e defesa da legalidade das ações policiais, ele emendou: “infra-estrutura é falar de cartuchos, armas, prédios, viaturas, computadores modernos e tudo que envolve a área de investigação. Gestão é dotar os poli-ciais para uma nova concepção de polícia, mais resolutiva e cidadã, incorporando os saberes e experiências destes profissionais”. 
O secretário destacou, ainda, a ‘vontade política’ do governador Tião Viana, a quem Farias afirma ter uma sólida política de Segurança Pública.

Quanto às condições de trabalho favorecidas pelo parque tecnológico ele comenta: “será um dos mais avançados da Região Norte. Estamos dotando a nossa equipe científica de condições necessárias. Isso, junto com outros fatores, gerará satisfação no trabalho e elevação da auto-estima do profissional, que precisa estar motivado”, ressalta o secretário.

O Instituto de Identificação teve o sistema renovado visando à automação total com a digitalização do acervo. Em virtude de as carteiras de identidade terem passado a ser entregues em 24 horas.  O sistema acreano, segundo o secretário, já está preparado para enviar ao Ministério da Justiça os dados para emissão do Registro de Identificação Civil (RIC). O Acre será o pioneiro entre os Estados da Região Norte.

Delegado elogia instalações e equipamentos
Com 17 anos de polícia, o delegado e especialista em Segurança Pública, Silvano Rabelo, elogiou as instalações e equipamentos. “Hoje é um dia orgulho. Aqui vamos ter as condições satisfatórias, passo necessário para humanização dos serviços policiais”, disse Rabelo, destacando os benefícios para a população.

Considerados ‘altamente modernos’, o complexo conta com laboratórios de DNA, de Balística, Biologia e Química forense.

“Isso fortalece a prova e é um reconhecimento da atividade do policial civil. Um presente para nós e principalmente pra sociedade acreana”, destacou o delegado.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation