Bope prende homem acusado de comprar gado e não pagar

Em cumprimento a  mandado de prisão expedido pela Justiça, policiais militares do Serviço Reservado do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam na tarde de quarta, 6, o presidiário em liberdade condicional, Aurimar Nascimento da Costa, 33 anos, sob acusação de crime de estelionato.

Aurimar estaria se passando por fazendeiro e negociando gado, mas sem pagar. Ele já tem passagem pelo presídio também por estelionato, após adquirir gado de pequenos produtores e não pagar pelos animais.
O acusado foi preso na Estrada do Quixadá, Km 7, onde aguardava mais uma vítima em potencial para aplicar o suposto golpe.

Segundo investigação, Aurimar iria até os pequenos produtores, se apresentaria como fazendeiro e investidor. Daí, ele compraria um lote de gado, por exemplo, ao preço de R$ 10 mil, pagaria apenas uma entrada de R$ 2 mil em dinheiro e nunca mais aparecia com o restante do pagamento.

Ao ser preso, ele negou a acusação e disse que, na verdade,  foi vítima de um estelionatário que comprou um lote grande de gado para corte e não o pagou, e que a Justiça estaria cometendo um equívoco em prendê-lo.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation