Em visita ao Hospital das Clínicas, Tião assina convênio com a Fazenda Esperança

Em 1990, quando ainda era um adolescente, Luciano Goulard chegou à Fazenda Esperança, em Guaratinguetá, no interior de São Paulo, e pediu ajuda. Ele conseguiu reunir forças e buscar apoio para se livrar de um vício que ele sabia que não o levaria a bons caminhos. Dois anos depois ele deixou o local pronto para recomeçar a vida e escrever um novo início para sua história. Hoje ele é um empresário muito bem sucedido, pai de família e conta sua história com orgulho, para que sirva de força e inspiração aos que precisam ouvir que drogas não são um caminho sem volta e com amor tudo resolve.
TIAO2807
Foi esse o depoimento que o empresário do Instituto dos Olhos deu para um auditório lotado, principalmente de idosos atendidos pelo “Programa Saúde Itinerante: Cuidando dos seus Olhos”, no Hospital das Clínicas, ao lado do governador Tião Viana e do frei Hans Stapel. Na manhã de ontem, 27, o governo e a associação Família da Esperança assinaram um convênio de R$ 30 mil para apoiar as atividades realizadas na fazenda localizada em Sena Madureira.

“Eu não poderia operar ninguém, porque não estudei para isso. Mas a minha missão também é abrir os olhos dos jovens através do amor. O amor pode curar tudo. Tem muitas pes-soas no mundo que ainda estão nas drogas porque não têm a oportunidade de se recuperar. O amor recupera tudo. É isso que nós mostramos”, ensinou o frei.

A iniciativa da Fazenda da Esperança começou no interior de São Paulo na década de 1980 e hoje soma 79 casas em atuação e 30 planejadas. No Acre existem duas unidades da Fazenda da Esperança, uma em Sena Madureira e outra em Mâncio Lima. “Nosso diálogo com o governador Tião Via-na foi no sentido de ampliar as casas existentes e construir espaços em outros municípios. Mais 2, 3 fazendas. Quantas forem possíveis”, disse o frei Hans.

A assinatura do convênio aconteceu no Hospital das Clínicas para que o frei conhecesse o trabalho do Saúde Itinerante Cuidando dos Seus Olhos, um programa que já consultou 25 mil pessoas e operou seis mil pacientes. A maior parte dos beneficiados são idosos, que recuperam o direito de enxergar após anos sem uma visão saudável. A ação do Governo do Estado, segundo Tião Viana, vai atingir entre 35 mil e 49 mil pacientes.

“Ter a presença do frei Hans aqui é algo muito especial porque o trabalho que ele começou é uma das experiências mais bonitas do mundo, que mereceu a visita do papa Bento XVI. É um trabalho tão dedicado, tão sério, que a presidente Dilma propôs uma parceria para levá-lo a todo Brasil”, comentou Tião Viana.

Segundo o secretário de Desenvolvimento para Segurança Social, Antônio Torres, a meta é ampliar o trabalho para outros municípios. “Faremos um trabalho intenso em nosso governo contra as drogas. Essa iniciativa da Família da Esperança consegue devolver à sociedade jovens que enfrentam esse problema”.

As fazendas da esperança são unidades autossustentáveis movidas pelo trabalho voluntário dos coordenadores e dos internos. (Agência Acre)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation