Um raizeiro que quer abrir os caminhos de Rio Branco

As eleições para vereadores sempre revelam personagens interessantes do cotidiano dos municípios. Já dizia o ex-presidente Lula (PT) que as coisas acontecem é na cidade. Portanto, a escolha de uma Câmara de Vereadores reflete a cultura de uma comunidade e pode significar o princípio das soluções dos problemas sociais que existem no país. Em Rio Branco há um pouco mais de um ano das eleições alguns personagens populares começam a surgir na cena política local. Um deles é Raimundo Nonato Pereira da Silva, 42 anos, conhecido popularmente como Doutor Raiz que sonha com uma das vagas de vereador da Capital.
DR-raiz
Doutor Raiz conta com orgulho que já foi vereador por alguns dias na vaga de João Angelim de quem era suplente quando o prefeito de Rio Branco era o senador Jorge Viana (PT/AC). “Na ocasião apesar de fazer parte da bancada de oposição tive a honra de votar a favor da autorização para que o Jorge Viana fizesse uma viagem aos Estados Unidos atrás de recursos para o município. Fiquei alguns dias na Câmara e gostei muito”, revelou. 

Indagado por que depois da experiência decidiu sair da política, Doutor Raiz responde: “fiquei fora por um tempo porque queria aprofundar o meu trabalho com as plantas medicinais. Tive que decidir naquele momento, mas hoje meus filhos já sabem fazer o meu trabalho e posso voltar para a política. Agora poderei voltar com mais consciência do que é um vereador. Se souberem tem muita coisa que podem colaborar para o Estado e município”, argumentou.

Candidato disputado
Foi só o Doutor Raiz anunciar que será candidato para despertar o interesse de alguns partidos. Recentemente o deputado federal Gladson Cameli (PP/AC) o convidou para integrar o time do PP. “Me filiei a pouco ao PSB, mas ainda estou analisando tudo direitinho. Na realidade existem especulações porque o Gladson Cameli é meu amigo, assim como a sua família. Mas estou analisando em conjunto com a minha família porque a gente respeita muito o Gladson. A possibilidade de mudança existe porque a política é uma coisa dinâmica. Vamos ficar no melhor lugar para disputar a vaga”, explicou.

Plataforma
Questionado sobre o que pretende fazer como vereador, Raiz explica: “um vereador é para abrir caminhos. Rio Branco não é mais uma cidade pequena do atraso. Vou registrar em cartório um projeto para acabar com as ruas sem saída na Capital. Oh cidade pra ter ruas sem saídas! Isso é complicado e o plano da minha candidatura é abrir esses caminhos fechados. Existem casas construídas em lugares que não tem para onde ir. Eu sou raizeiro e tem tudo a ver fazer a proposta de abrir os caminhos da cidade”, salientou.

Outro ponto que Raiz quer trabalhar é a valorização do uso das plantas medicinais nos postos de saúde. “Isso já é autorizado graças ao ex-presidente Lula (PT), mas aqui no Acre precisa de uma adaptação e a consciência precisa mudar. Em cidades como Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte as plantas são muito mais utilizadas na saúde pública. E no Acre onde nasceram as raízes é preciso haver uma mudança”, protestou. 

Orgulhoso Raiz lembra que no próximo dia 29, na TV Futura será exibido um documentário sobre a sua vida com 28 minutos de duração. Ele lembra ainda que tem recebido várias adesões à sua candidatura. “Se fosse parar o meu trabalho para falar de política já teria uma adesão enorme a minha candidatura. Mas como falta ainda mais de um ano para eleições algumas pessoas têm me procurado. Inclusive, empresários que querem que eu cresça na vida. Isso é normal porque sou uma pessoa muito considerada na cidade pelos serviços prestados à comunidade”, finalizou.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation