Semana do aleitamento materno é aberta em Rio Branco

O prefeito Raimundo Angelim e o secretário de Saúde, Osvaldo Leal, abriram oficialmente nesta quinta-feira, 4, no centro de saúde Mário Maia, no bairro Cidade Nova, a Semana Mundial de Aleitamento Materno, evento que faz parte de uma história focada na sobrevivência, proteção e desenvolvimento da criança.
Semana_aleitamento_materno
O ato, realizado em parceria com o Governo do Estado, comemorou os avanços dessa política de saúde materno-infantil em Rio Branco: nos últimos oito anos a taxa de amamentação exclusiva subiu de 12% para cada grupo de 100 mães para 36%, segundo os últimos dados de 2008. Hoje, esse índice é provavelmente ainda maior mas os números não foram divulgados.

“Para isso, várias ações foram realizadas: a instalação dos Centros Integrais de Aleitamento Materno nas unidades de saúde; orientação dos profissionais de saúde; criação dos grupos de aleitamento materno; acompanhamento do pré-natal; acompanhamento direto na maternidade e na comunidade”, informou Osvaldo Leal. O Mário Maia ficou lotado de mães que foram participar da Semana Mundial de Aleitamento Materno. Desde sua criação em 1948 que a Organização Mundial de Saúde tem entre suas ações aquelas voltadas a saúde da criança, devido a grande preocupação com a mortalidade infantil e a Prefeitura de Rio Branco foi a primeira do Acre a instituir a licença –maternidade de seis meses para as servidores municipais parturientes.

A história da Semana está diretamente ligada à luta pelos direitos da infância. Com o objetivo de seguir os compromissos assumidos pelos países com a assinatura do documento, foi fundada em 1991 a Aliança Mundial de Ação pró-Amamentação. Essa Organização criou no ano de 1992 a Semana Mundial de Aleitamento Materno, para promover as metas da “Declaração de Innocenti”.

A Semana Mundial é considerada como veículo para promoção da amamentação. Ocorre em 120 Países e, oficialmente, é celebrada de 1 a 7 de agosto. No Brasil, o Ministério da Saúde coordena a Semana Mundial de Aleitamento Materno desde 1999. “Nosso esforço é este, de fazer com o que a criança tenha saúde plena”, disse o prefeito.

A enfermeira Gerlívia Maia representou o Governo do Estado na parceria que pretende estimular o aleitamento materno em Rio Branco e em todo o Acre.

Inúmeros benefícios ao bebê, à mãe e à sociedade
Semana_aleitamento_materno_2
Os especialistas são unânimes: o aleitamento materno traz inúmeros benefícios ao bebê, à mãe e AA sociedade como um todo. Dentre os benefícios, encontram-se a prevenção de hemorragia e consequente anemia materna, pois a sucção do bebê auxilia na contração uterina, o que também ajuda na diminuição do tamanho do abdômen da mãe. Por isso, pode-se estimular o aleitamento mesmo logo após o nascimento do bebê, ainda na sala de parto.

O aleitamento, segundo especialistas, é prático e econômico, uma vez que o leite é produzido pelo próprio organismo, na temperatura correta, o que facilita a vida da mãe que não precisará esquentar mamadeiras, lavar utensílios de cozinha. Além disso, o vínculo afetivo entre a mãe e o filho é muito estimulado pelo aleitamento, o qual ainda fortalece o sistema imunológico do bebê, protegendo-o contra infecções respiratórias e intestinais, levando-o a ganhar peso, fato que o ajudará a crescer forte.

“É um ato de amor”
Semana_aleitamento_materno_3
Artemisa Silva é uma das mães que esteve no centro de saúde Mário Maia para participar da abertura da Semana Mundial de Aleitamento Materno. O filho, Pedro Eduardo, ainda mama aos 1,2 ano de idade –algo extremamente positivo para a saúde dele. A mãe se declara feliz por estar amamentando Pedro Eduardo a um período bem acima do recomendado pelas organizações de saúde. “É um ato de amor. Acho muito importante para mim e meu filho amamentá-lo”, disse Artemisa. (Ascom PMRB)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation