Prefeito lança Programa Municipal de mecanização agrícola em Rio Branco

O prefeito Raimundo Angelim lançou ontem, 30, o Programa Municipal de Mecanização Agrícola de Rio Branco. O ato ocorreu na sala de reuniões da prefeitura com a presença de lideranças comunitárias, produtores rurais e gestores públicos.  O secretário de Agricultura e Floresta apresentou um resumo do programa que pretende atender, nesta fase inicial, 225 famílias com mecanização de 180 hectares de terras na região da Estrada Transacreana, 1º e 2º Distritos da Capital. “Significa o cumprimento de 41% do PPG”, disse o secretário de Agricultura, Jorge Fadel, que anunciou zerar até 2012 todo o passivo do PPG com a mecanização.  Os investimentos chegam a R$ 1.034.400,00 e serão em parte destinados também à açudagem para cultivo de hortaliças.

De acordo com a Secretaria de Agricultura e Floresta (Safra) a degradação ambiental, gerada pelo desmatamento no preparo de áreas para agricultura de corte e queima, muitas vezes, afeta a sustentabilidade dos sistemas de produção e a subsistência nas áreas rurais. Uma vez que, a retirada da cobertura vegetal expõe o solo a condições climáticas mais intensas, propícias a degradação, fazendo com que ocorra um escoamento dos nutrientes com maior velocidade, deixando o solo com baixa fertilidade, ocasionando por erosão, enchentes, rebaixamento do nível do lençol freático e assoreamento e rios, lagos e igarapés, afetando a produtividade agrícola, reduzindo a disponibilidade de alimentos, a renda e a oferta de novos empregos.

No sentido de minimizar este cenário, a mecanização agrícola é sem dúvida um dos grandes avanços da agricultura nas últimas décadas, e surge,no município de Rio Branco, como uma alternativa sustentável de mudança da agricultura de corte e queima. (Ascom PMRB)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation