O xadrez e o segredo do sucesso

bemv4837Dias atrás, tive o privilégio de participar, e de sobreviver por 24 lances, de uma partida simultânea protagonizada pelo maior vencedor no Xadrez de todos os tempos, o super campeão russo Garry Kasparov, de quem ganhei um livro autografado narrando sua trajetória de sucesso, sob o título “Xeque-Mate – a Vida é um Jogo de Xadrez”.

O evento colocou lado a lado autoridades políticas, 150 alunos de escolas públicas do Distrito Federal e a prodigiosa campeã brasileira e sul-americana Katherine Vescovi, de apenas 12 anos, que atraiu a atenção de todos ao assumir um dos 13 tabuleiros contra essa lenda do Xadrez mundial que é  Garry Kasparov.

Só para situar, Kasparov foi o mais jovem campeão mun-dial aos 22 anos, quando, em 1985, enfrentou e venceu o também russo Anatoly Karpov. Continuou como número um do mundo praticamente até sua aposentadoria, em 2005, e bateu onze vezes o recorde do Chess Oscars. Ele veio ao Brasil participar de eventos de promoção do Xadrez e dos tablets da Semp Toshiba em Brasília e São Paulo. 

Sem dúvida, que a presença de Kasparov no Brasil contribui para aumentar o interesse pelo Xadrez, um jogo de estratégia que ajuda a desenvolver a inteligência e a pensar nas conseqüências de cada uma das nossas decisões.

O ideal seria que tivéssemos o Xadrez como disciplina regular  nas escolas, como já acontece em muitos estabelecimentos do sistema de ensino do Estado do Paraná. Por ser um esporte pedagógico, que exercita o raciocínio, o Xadrez pode ajudar a criança a melhorar o desempenho também em outras disciplinas. 

No livro, Kasparov conta que muitas vezes lhe perguntaram sobre o segredo do seu sucesso, como se houvessem fórmulas mágicas ou receitas prontas e acabadas para levar uma pessoa ao topo. Ao contrário, o que existe é uma longa caminhada percorrida por pessoas disciplinadas, que dedicam várias horas por dia durante muitos anos de sua vida, para serem muito boas naquilo a que se propõem a ser. É o músico, o escritor, o pintor, o atleta de alto rendimento e igualmente o jogador de Xadrez.

Cada um desenvolve seu próprio método na busca do melhor desempenho. E o estudo do Xadrez nos mostra que os resultados que alcançamos na vida são frutos de cada uma das nossas tomadas de decisão, principalmente se acompanhadas de senso crítico, valor ético, honestidade e busca do auto-conhecimento, sem truques, sem armações.

Comemorar vitórias é sempre muito bom! Principalmente se conquistadas com merecimento. Garry Kasparov é um vencedor a ser admirado e estudado!

*Aníbal Diniz é senador pelo PT do Acre

Assuntos desta notícia


Join the Conversation