Sindicato rural acompanha mecanização em PAD

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rio Branco (STR) estará acompanhando, a partir da próxima semana, a mecanização agrícola nos Projetos de Assentamento Dirigidos (PADs). As comunidades beneficiadas serão: Benfica, Vista Alegre, Carão, Figueira, Itamarati, Boa Água e Limoei-ro. Cerca de 1.000 famílias serão beneficiadas pelo programa da prefeitura.

“Depois de fechar os pólos agrícolas e o cinturão verde da Capital, o projeto vai chegar aos assentamentos e aumentar a produção da agricultura familiar. Já pedimos até para aumentar o espaço na Ceasa”, disse o presidente do STR, Héliton Silva. A área total beneficiada pode chegar a 1.000 hectares, superando o que havia sido estabelecido por acordo na Justiça Federal, para a erradicação do uso do fogo.

Os serviços de mecanização envolvem a destoca, a gradagem, a semeadura e finalmente a colheita. “Isso não é simples, pois, como já é de conhecimento público, a cultura da mecanização agrícola praticamente não existia em nossa região”, disse o secretário-adjunto municipal de Agricultura e Floresta (Safra), Jorge Rebouças. “Vamos levar tecnologias adequadas à produção familiar para aumentar a produtividade e, principalmente, reduzir os danos ambientais, tais como a queima de roçados durante o período de estiagem”, completou ele.

No ano passado, o programa beneficiou 1.218 famílias e mecanizou 1.600 hectares em toda a zona rural da Capital. “As associações devem trazer um documento para nós, do sindicato, que a gente cuida dos encaminhamentos com a prefeitura”, explicou o representante sindical. Com a implantação da mecanização agrícola, e construção de açudes, houve, segundo ele, uma ‘diversificação’ da oferta de alimentos e ‘agregação de valor à produção’.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation