“Se tiver um nome melhor do que a Perpétua, nós aceitamos”, diz Farias

O processo para a escolha do nome da Frente Popular do Acre (FPA) que vai disputar a sucessão do prefeito Raimundo Angelim em 2012 deve ainda durar alguns meses. Se, de um lado, PCdoB e PV já apresentaram seus nomes para a discussão, o PT ainda não conseguiu chegar a um consenso. Marcus Alexandre, Daniel Zen e Sibá Machado estão na disputa.
Eduardo-Farias
O deputado estadual Ney Amorim decidiu retirar seu nome do debate, segundo ele, para preservar a unidade. Nos bastidores, lideranças do PT afirmam que o escolhido do partido será o candidato da Frente Popular.

Em entrevista ao programa Gazeta Entrevista, o deputado federal Henrique Afonso disse que não vai fazer imposições e declarou apoio ao candidato escolhido pela Frente Popular, contrariando a direção do PV, que já pensa em apresentar outro nome para a disputa. A intenção de algumas lideranças ‘verdes’ é ter candidatura própria em Rio Branco.

Já o PCdoB, que apresentou durante sua Conferência Municipal o nome da deputada federal Perpétua Almeida para a disputa, aguarda a definição do PT para iniciar os debates dentro da Frente Popular.
Defendendo a unidade da Frente Popular, o presidente do diretório municipal do PCdoB, deputado Eduardo Farias, garante que o partido também não fará imposições, mas vai defender, com muitos argumentos, o nome de Perpétua Almeida para a disputa.

Farias afirma ainda que o PCdoB está tranqüilo em relação à escolha, pois a condução do processo foi confiada ao governador Tião Viana e ao prefeito Raimundo Angelim. “Nós temos plena confiança que o nome escolhido será o melhor para a continuidade do nosso projeto, sem imposições”, disse.

Legitimidade de Perpétua
Eduardo Farias lembra que o PCdoB participou de todas as vitórias da Frente Popular e sempre trabalhou para garantir a unidade da aliança. E, agora, está apresentando o nome de Perpétua Almeida, como uma forma de contribuir com a aliança.

“Essa talvez seja a disputa mais difícil que vamos enfrentar. O PCdoB sempre foi um partido que defendeu a unidade da Frente Popular, contribuindo com as vitórias, com o crescimento e com os projetos da aliança. Agora, mais uma vez, estamos contribuindo, apresentando um nome que tem aprovação popular, sabe dialogar com o povo e tem capacidade de dar continuidade ao nosso projeto”, afirmou.
Para Eduardo Farias, além de ser uma militante fiel da Frente Popular, Perpétua Almeida é uma parlamentar atuante em defesa dos direitos dos mais necessitados e sempre esteve ao lado da população.
“Isso a credencia para a disputa. Estamos apresentando seu nome pela sua fidelidade ao nosso projeto, pois ela sempre foi uma grande militante da Frente Popular, e também pelo trabalho que realiza em prol da nossa população”, destacou.

Critérios para a escolha do nome
O deputado Eduardo Farias defende que a escolha do nome que vai disputar a sucessão do prefeito Raimundo Angelim em 2012 pela Frente Popular, seja feita num clima democrático e diálogo, mas seguindo alguns critérios importantes.

Entre outras coisas, ele afirma que o escolhido deve ser competitivo, estimule a militância da Frente Popular, tenha capacidade de dar continuidade ao projeto e garanta a vitória.

“Nós temos total confiança no governador Tião Viana e no prefeito Raimundo Angelim, que estão responsáveis pela condução desse processo. Acredito que eles vão considerar alguns critérios para a escolha, sem imposições. Precisamos de um nome competitivo, que estimule nossa militância, assegure a vitória, garanta a unidade e a continuidade do nosso projeto”, assegurou.

Os nomes do PT  
Lembrando que o PT é hoje o maior partido do Acre, responsável pelos nomes que nos últimos anos estão à frente do processo de desenvolvimento do Estado, Eduardo Farias, fez questão de afirmar que o partido tem legitimidade para indicar o nome para a cabeça da chapa.

“O PT é o maior partido do Acre, apresentou os nomes que foram os condutores desse processo de mudança do nosso Estado, portanto, tem legitimidade para exigir a cabeça de chapa. Mas nós temos um nome que atende aos critérios importantes para a vitória e que sempre foi fiel ao nosso projeto”, assegurou.

Farias garante que o PCdoB aceitará qualquer nome escolhido, “desde que seja melhor que a Perpétua”. Ele disse que não há clima de disputa entre PT e PCdoB e que os partidos da Frente Popular estão unidos para continuar trabalhando pelo desenvolvimento do Acre.

“Nós temos um nome que consideramos ser o melhor. Se o PT apresentar um nome melhor que a Perpétua Almeida, nós aceitaremos. Não há um clima de disputa, esse é um processo normal de quem tem como objetivo principal a melhoria da qualidade de vida da nossa população”.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation