Obras da Ferrovia Centro-Oeste devem ser iniciadas em 2013

A Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico), que vai ligar Goiás a Rondônia, só vai começar a sair do papel em setembro de 2013. Esta é a data prevista para o início das obras, de acordo com José Eduardo Sabóia Castello Branco, presidente da Valec S/A, empresa pública vinculada ao Ministério dos Transportes, responsável pelo empreendimento.

Em audiência pública da Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) realizada na manhã desta quinta-feira (22), Sabóia previu que o trecho prioritário da via, com cerca de 1.000 quilômetros entre Campinorte (GO) e Lucas do Rio Verde (MT), deve ficar pronto 24 meses após o início das obras, ou seja, no fim de 2015, um ano depois do previsto. O custo inicial é estimado em R$ 4,1 bilhões.

O trecho restante de 600 quilômetros até Vilhena (RO) ainda não tem cronograma definido. Falhas Uma série de falhas técnicas no projeto básico foi o responsável pelo atraso, segundo a secretária de Fiscalização de Obras do Tribunal de Contas da União, Juliana Monteiro de Carvalho.

Erros como ausência de detalhamento de elementos estruturais de pontes e viadutos e falta de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) foram detectados pelo órgão, que recomendou a interrupção do processo licitatório. – Infelizmente, problemas de projeto são comuns e estão entre as mais frequentes causas de atraso em obras ferroviárias no país – constatou a representante do TCU.

Juliana informou que o Tribunal reconheceu os esforços da Valec para contornar os problemas do projeto básico após a mudança do comando da entidade no fim de 2011, quando José Eduardo Sabóia assumiu a presidência. Com o sinal verde do órgão dado no início deste ano, em junho próximo deve ser iniciado o projeto executivo.

Resolvidos os problemas do projeto básico e agora partimos para o projeto executivo, que deve ficar pronto em junho de 2013. É um prazo bem factível, visto que dividimos em seis lotes de pouco mais de 150 quilômetros cada. Então, podermos começar a obra em setembro de 2013 – explicou. (Agência Senado)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation