Sesc é destaque na imprensa americana

A organização de artes mais ativa do país. Dessa forma o Sesc é descrito na reportagem  do New York Times “Brazil’s Unique Culture Group Stays Busy Sharing the Wealth” (Grupo cultural único do Brasil se ocupa dividindo a riqueza). A matéria, assinada pelo jornalista Larry Rother eveiculada dia 27 de março na primeira página do periódico, traça perfil do trabalho da instituição, com detalhes sobre sua criação e a forma como integra as mais diversas atividades em suas unidades, alcançando um vasto público.

“O modelo do Sesc é um modelo maravilhoso, que deveríamos ter no mundo inteiro”, relatou Nan van Houte, diretor do Netherlands Theater Institute, um dos entrevistados de Rother. “Integrar tudo, ter teatros, piscina, biblioteca, restaurante, cursos e museus, tudo junto, é muito inteligente. Isso torna a cultura parte da vida cotidiana, não algo separado.”

A reportagem destaca a forma de gestão utilizada pelo Sesc em uma época na qual as organizações culturais de todo o mundo estão reduzindo orçamentos e produções. Segundo o jornalista, a resposta está no modelo de financiamento da instituição, que proporciona seu crescimento no mesmo passo que a força de trabalho no país.

Também é destaque na matéria a presença nacional do Sesc e os constantes investimentos na sua estrutura de serviços. “É a organização de artes mais ativa do país, operando em todos os 27 estados brasileiros, financiando não só programas de artes, mas também atividades recreativas, cursos educativos e clínicas de saúde.”

Em outro trecho lê-se: “Hoje praticamente não há nenhuma área das artes do Brasil na qual o Sesc não esteja envolvido. A organização tem sua própria editora, bem como uma gravadora e um canal de TV a cabo, e também opera galerias de arte, teatros, cinemas e salas de concertos, que normalmente fazem parte de grandes complexos, que incluem restaurantes e instalações esportivas”.

A reportagem do New York Times teve grande repercussão no Brasil e foi replicada por veículos da imprensa como a Globonews, o Estado de São Paulo, O Globo e o Portal Imprensa UOL. (Ascom Fecomercio/AC)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation