Ifac inicia pagamento de bolsas a alunos desabrigados na alagação

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre – Ifac iniciou, na quarta-feira, 11 de abril, o pagamento do auxílio aos alunos em situação de vulnerabilidade social contemplados pelo Programa de Assistência Estudantil e que sofreram com a alagação dos Rios Acre e Xapuri. Os primeiros 36 alunos beneficiados estão matriculados nos cursos oferecidos no Ifac/Campus Xapuri.
 
A Pró-reitora de Assistência Estudantil do Ifac, Profa. Juliana Dantas acompanhou o pagamento aos alunos, efetuado através da Caixa Econômica Federal. Os 34 alunos e mais duas mães de alunos menores de idade se deslocaram do município de Xapuri até Rio Branco para receber a primeira parcela das bolsas-auxílio referentes aos dois editais de assistência estudantil divulgados no começo de março.

O primeiro edital, em parceria com o Governo do Estado do Acre, foi destinado aos alunos atingidos pela cheia dos Rios Acre e Xapuri no município. O grupo foi atendido pela equipe da Caixa Econômica Federal – CEF, Agência Bosque, mesmo após o expediente bancário.

Alunos do curso superior de Tecnologia em Gestão Ambiental, Técnico em Agroecologia, Licenciatura em Ciências Naturais/Química, Programa Mulheres Mil, Técnico em Meio Ambiente, Técnico Química/Proeja, foram contemplados pelo programa e se dizem satisfeitos com a ação promovida pelo Ifac.

A assistente social Marcilene da Rocha Garcia, que acompanhou os alunos até Rio Branco, destaca a importância das bolsas-auxílio recebidas pelos alunos do IFAC/Campus Xapuri. “As bolsas facilitam a permanência dos alunos nos cursos além de apoiar na compra de material didático e moradia já que alguns alunos se deslocam de outros municípios para estudar em Xapuri”.
Foram contemplados, ao todo, 146 alunos com bolsas de Auxílio Moradia e Auxílio Alimentação, nos valores de R$ 300 e R$ 200 respectivamente dentro do Programa de Assistência e Apoio Socioeconômico aos Estudantes que se encontra em situação direta de alagamento. As bolsas valerão pelo período de seis meses, atendendo o aluno em situação de vulnerabilidade social provocada pelas enchentes dos rios acreanos.
O segundo edital faz parte do Programa de Assistência e Apoio Socioeconômico, que tem o apoio da Política Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) criada pelo Governo Federal em julho de 2010, composta de conjunto de ações e benefícios com o objetivo de assegurar ao estudante, principalmente aos que comprovem vulnerabilidade social, mecanismos de acesso, permanência e sucesso na Educação Básica, Técnica e Tecnológica (EBTT).

A Pró-Reitoria de Assistência Estudantil é a primeira pró-reitoria, em toda a Rede Federal de Ensino do país, a ser criada exclusivamente para realizar ações voltadas aos alunos, através de programas socioeconômicos. O auxílio, através de bolsas, tem contribuído para que os alunos possam estudar sem se preocupar com despesas como moradia, alimentação e material didático. (Ascom Ifac)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation