Oficina de capacitação do Disque 100 é realizada em Rio Branco

A oficina de capacitação “Operacionalizando o fluxo de retaguarda do Disque 100 em Rio Branco” foi realizada na manhã de ontem, na sede do Ministério Público Estadual. O objetivo da oficina foi de capacitar às pessoas que atuam no atendimento à criança  ao e adolescente, além de conhecer o fluxo de atendimento do canal de denúncia no Estado.
Disque 100 2
O Disque 100 é um serviço que recebe, encaminha e monitora denúncias de violência contra crianças e adolescentes recebidas de todos os Estados brasileiros. Em 2003, o serviço foi encaminhado ao Poder Executivo, sendo coordenado e Executado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH).

De acordo com Fabiano Lima, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, dados serão levantados para melhorar o atendimento no Estado.

“Estamos fazendo a abordagem sobre o fluxo de funcionamento do Disque 100, levantando informações e dados do Acre para compartilhar e melhorar o Disque 100”.

O canal também conta com atendimento a outros públicos. “O Disque 100 funciona 24h por dia e, além do atendimento para crianças e adolescentes, também há para idosos e crianças com deficiência”, informou Fabiano.

Carlos Maia, coordenador da Coordenadoria de Defesa da Infância e Juventude, afirmou que o fluxo de ligações na Capital é grande. “O Disque 100 é um dos canais de denúncia que a sociedade dispõe para denunciar qualquer tipo de violação de direitos praticados contra crianças e adolescentes, notadamente o de exploração e abuso sexual. Em Rio Branco, o fluxo de ligações é razoavelmente grande. Nos demais municípios, as denúncias não são significativas porque os canais não estão bem sedimentados. Essa é uma das razões dessa oficina: para que o atendimento seja multiplicado no interior do Estado”, finalizou o procurador.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation