Ministério vai repassar mais R$ 4 milhões ao setor de Saúde do Acre

Saude2004O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, comprometeu-se nesta quinta-feira, 19, com o governador Tião Viana a repassar mais R$ 4 milhões por mês para ajudar o governo do Estado a pagar as despesas de custeio que está tendo para prestar assistência à saúde da população acreana.

Acompanhado do deputado federal Taumaturgo Lima (PT-AC), coordenador da bancada federal do Acre, da secretária de Saúde Suely Melo e do secretário da Fazenda Mâncio Lima Cordeiro, o governador explicou ao ministro a necessidade financeira que o Estado vive atualmente por ter ampliado e melhorado o atendimento de saúde à população, hoje considerado superior à média nacional.
O governador embasou seu pedido ao ministro no fato de o Estado estar investindo muito na saúde, inclusive em ações de deveriam ser executadas pelo governo federal – caso do atendimento aos índios -, e pelos municípios, que alegam não dispor dos recursos necessários.

“Estamos custeando despesas que seriam do Ministério da Saúde e que estão sendo do Estado. Estamos também custeando muitas despesas dos municípios, que seriam deles e eles não podem arcar”, assinalou o governador. “Por isso, há um descompasso entre o que nós fazemos, que é mais do que a média nacional, e aquilo que o ministério consegue repor ao Estado.”

“O ministro compreendeu perfeitamente. Já estamos trabalhando isso há muitos meses e, se Deus quiser, estamos numa fase de ajuste e de solução. Não pode é um hospital, como o de Barretos (SP), receber mais dinheiro por mês do Ministério da Saúde do que o Acre inteiro para o seu sistema de saúde”, completou o governador.

Segundo a secretária Suely Melo, o governo do Estado tem investido maciçamente em saúde, com investimento per capita da ordem de R$ 48 por habitante/ano, enquanto o ministério investe R$ 15. “É uma disparidade muito grande. O Estado é pobre, não tem uma fonte de arrecadação de indústrias, como a maioria dos Estados brasileiros, e por isso nós estamos aqui hoje, solicitando ao ministro uma complementação de recursos da ordem de R$ 4 milhões para fazer face às despesas de custeio da assistência à saúde”, assinalou a secretária. (Agência Acre)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation