PV desiste de indicação para vice e deixa caminho livre para o PCdoB

Helder-PaivaA desistência do Partido Verde (PV) de indicar o nome para o vice da chapa da Frente Popular (FPA) que vai disputar a Prefeitura de Rio Branco é um fator que colabora para o fim das discussões internas da aliança para definir a chapa majoritária. A expectativa é que o nome do secretário municipal de Educação, Márcio Batista (PCdoB), seja oficializado nos próximos dias.

O nome indicado pelo PV para ser vice de Marcus Alexandre era o da professora Shirley Torres. Mas, após uma reunião com as principais lideranças do partido, ficou definido que o PV retiraria o nome em troca de apoio a Henrique Afonso na disputa pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul.

“O PV sempre teve uma postura democrática dentro da Frente Popular. Decidimos retirar o meu nome da disputa interna para a indicação do vice de Marcus Alexandre, porque queremos apoio em Cruzeiro do Sul para o Henrique Afonso e também porque nossa prioridade é a unidade da nossa aliança”, explicou.

Agora, com a decisão do PV, a expectativa é que o PSB e o PSDC também oficializem apoio ao nome do PCdoB. Com isso, a Frente Popular vai manter a mesma composição das últimas eleições, com PT e PCdoB disputando a Prefeitura de Rio Branco.

Dirigentes dos demais partidos comentaram que a decisão foi a melhor. Dentro da aliança, comenta-se que a parceria é importante. Além de tudo, os partidos considerados pequenos esperam ser contemplados com mais espaço na administração, caso a aliança consiga uma vitória.

Existem comentários que dirigentes da Frente Popular ainda tentam uma alternativa para ter um vice que seria da comunidade evangélica. O nome escolhido seria do deputado estadual Hélder Paiva (PR).

Assuntos desta notícia

Join the Conversation