Estrada na Amazônia poderia cortar pelo meio a terra de povos indígenas isolados

 

O Congresso do Peru está prestes a aprovar uma estrada altamente controversa, que cortaria pelo meio o território de pelo menos duas tribos isoladas.

Os congressistas estão considerando uma lei que poderá declarar o projeto uma ‘necessidade pública’ e, consequentemente, ignorar a grande oposição indígena.

A estrada proposta será construída no sudeste da Amazônia peruana, de Puerto Esperanza, na região de Purus próximo do Brasil, a Iñapari.

Três áreas altamente importantes e protegidas ficam em seu caminho, incluindo a Reserva de Madre de Dios para índios isolados.


O projeto omite referência a tribos isoladas, bem como a oposição dos povos indígenas da região, que compõem 80% da população.

Eles temem que a estrada vai atrair uma invasão de madeireiros ilegais e colonos que iriam devastar a floresta e as vidas dos índios isolados que moram na região.

Em um apelo ao Congresso, a organização indígena ORAU disse, ‘Não se deixem levar por um pequeno grupo de legisladores que querem transformar o Purus em um deserto’.

O Padre católico de Puerto Esperanza, Miguel Piovesan, é amplamente considerado como o principal motor por trás do projeto.

Em um e-mail recentemente vazado, Piovesan insistiu: ‘Não há perigo de uma invasão de madeireiros’.


No entanto, a completa falha do Peru para parar com a extração ilegal de madeira na Amazônia foi condenada internacionalmente.

Mais de 114.000 pessoas já assinaram um abaixo assinado da Survival International para parar a invasão de madeireiros ilegais em terras de tribos isoladas.

O diretor da Survival International, Stephen Corry, disse hoje, ‘O desejo de Piovesan e seus amigos no Congresso de construir uma estrada em uma área indígena que tem quase nenhum apoio dos povos indígenas, é altamente suspeito. Esta atitude, que ‘nós sabemos o que é melhor para vocês’, não é apenas paternalista, é mortal, como os últimos 500 anos de colonialismo e “desenvolvimento” das terras indígenas têm demonstrado’. (Survival International)

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation