Pular para o conteúdo
Luísa Lessa
Luísa Galvão Lessa Karlberg é pós-doutora em Lexicologia e Lexicografia pela Université de Montréal, Canadá; doutora em Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); membro da Academia Brasileira de Filologia; presidente da Academia Acreana de Letras; membro perene da IWA. Email: [email protected]

O bem que faz a cirurgia plástica para as pessoas

 Estive em viagem de férias pelos países vizinhos e cheguei a visitar Santa Cruz de La Sierra, e lá fiquei surpreendida com muitas coisas. É uma cidade americanizada, onde a moeda corrente é o dólar. Impressiona, também, o número de clínicas médicas e de médicos que executam cirurgia plástica. Visitei algumas clínicas, alguns médicos, mas nenhum se iguala ao DR. RONALD ARCE ALATRISTA. Esse médico, já disse certa vez, tem “mãos de ouro”. Uma habilidade fantástica, além de um ser humano invejável. Possui ética, humildade, sabedoria, humanidade. Os requisitos que a Bioética recomenda para um bom profissional. As cirurgias que faz são perfeitas. É detalhista, estudioso, meticuloso, inteligente, habilidoso e de uma humanidade impressionante. É o médico que recomendo a todas as pessoas que desejam melhorar a aparência para uma vida melhor, mais saudável, com grande autoestima e elevado amor próprio. Todos nós envelhecemos, mas precisamos ser, sempre, felizes.

 A clínica onde trabalha é bem equipada, moderna, higienizada, bom corpo de enfermagem, UTI bem equipada. Ele é fiel ao seu grande mestre que ali também faz belas cirurgias. Ex-aluno e professor não se separam, os dois trabalham há 18 anos juntos. Um admira a obra do outro. Os dois, juntos, fazem a diferença aqui na América e, quiçá, no mundo. Recebem pessoas de todos os lugares: Brasil, Alemanha, Japão, Estados Unidos, Argentina, Chile, Colômbia, Itália, só para enumerar pessoas de países que ali estavam presentes. O Dr. DR. RONALD ARCE ALATRISTA é um medalhão em cirurgia plástica. Para mim, o preconceito de ser médico latino está vencido. Quem é bom se destaca em qualquer lugar do mundo. É bom e pronto. Ele faz lipoaspiração, lipoescultura, mamoplastia (prótese), cirurgia das mamas (redução), abdominoplastia, ginescomastia, rinoplastia, oto-plastia, mentoplastia, lifting facial, blefaroplastia e outras cirurgias, todas executadas com maestria.

 E tudo isso se deve, certamente, ao grande avanço da medicina nas últimas décadas, que proporcionou um aumento significativo da longevidade da população. Hoje, além de as pessoas viverem mais, necessitam viver bem, viver com felicidade, autoestima. E isso significa ter saúde, sentir-se bem, estar bem consigo mesmo, com o trabalho, com a família.

 Daí decorre que a  cirurgia plástica se tornou um grande sonho para muitas pessoas. A chance de suavizar traços de idade, aprimorar outros da juventude, fascina muita gente. Mulheres e homens, hoje em dia, descontentes com a aparência, passam por processos cirúrgicos que promovem uma harmonia facial, corporal, diminuindo a gordura e a flacidez, melhorando a aparência física, modo geral. É uma área muito gratificante. Por isso tudo o Dr. Ronald Arce entende que a cirurgia plástica promove uma sensação de bem-estar e de saúde nas pes-soas, deixando-as mais motivadas para a vida, porquanto vivem mais felizes após um desses processos que embelezam a pessoa, trás traços de juventude ou mesmo uma aparência mais harmonizada com os padrões de beleza então vigentes.

 Apesar de as técnicas serem bastante eficientes, como por exemplo, na enxertia de gordura (onde a gordura que foi retirada é colocada em outra área do corpo para modelar e corrigir imperfeições), os limites são específicos para cada paciente. Daí decorre a escolha de um bom profissional, aquele que deseja, não somente ganhar dinheiro, mas fazer um trabalho nos padrões científicos e deixar feliz o paciente, com vida saudável.

 A cirurgia plástica é hoje uma área de atuação bastante ampla, que pode ser definida pelo conjunto de procedimentos clínicos e cirúrgicos utilizados pelo médico para reparar e reconstruir partes do revestimento externo do corpo humano. Permite, assim, a correção de eventual desequilíbrio psicológico causado pela deformação. O objetivo final é sempre o de promover melhor qualidade de vida para os pacientes.

 A cirurgia estética é realizada para dar nova forma a estruturas normais do corpo, com o objetivo de melhorar a aparência e a autoestima. Assim, a cirurgia plástica estética tem por objetivo melhorar a aparência de pessoas cujo problema não tenha sido causado por doença ou deformidade. São alterações fisiológicas, como o envelhecimento, a gravidez ou desvios da forma externa do corpo, que não configuram patologia, mas causam alterações psicológicas.

 A escolha do cirurgião é tarefa cuidadosa. Quem se desloca do Acre para Santa Cruz de La Sierra o caminho certo é ir direto à Clínica Sirani, e ali procurar o Dr. Ronald Arce Alatrista, fazer uma avaliação, exames e, após, o processo cirúrgico sem riscos. Todas as etapas são acompanhadas com preciosa atenção. O paciente fica, após o processo cirúrgico, na UTI, acompanhado por especialistas em tempo integral.

 Os resultados dão uma melhora geral na vida das pessoas, considerando a melhoria nos aspectos psicológicos, na autoestima de homens e mulheres, inclusive ganhos profissionais quando as pessoas passam a trabalhar com maior satisfação e alegria.

 Se o leitor sente-se desejoso de se submeter a uma cirurgia plástica já sabe o caminho a percorrer; apanha um voo direto pela BOA, de Cobija, na terça ou sexta-feira, voa 1h12min até Santa Cruz de La Sierra. Ali, dirige-se à Clínica Sirani para o encontro com o médico que vai realizar os sonhos de a pessoa se tornar mais bonita, mais jovem, mais harmonizada com os padrões de beleza. Tudo isso lidando com excelente profissional, com toda segurança possível. Isso não é um comercial, é uma orientação para que ninguém cai em mãos não habilidosas. O sucesso desse processo reside, sobretudo, na escolha do profissional. A felicidade reside, também, nas escolhas que fazemos.

 * Luísa Galvão Lessa é Pós-Doutora em Lexicologia e Lexicografia pela Université de Montréal, Canadá; Doutora em Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ; Professora Nacional Sênior – Capes.

O bem que faz a cirurgia plástica para as pessoas